RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

quarta-feira, maio 17, 2017

Oposição apresenta pedido de impeachment de Temer


O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) protocolou na noite desta quarta-feira, 17, na Câmara, novo pedido de impeachment do presidente Michel Temer por crime de responsabilidade. O pedido é baseado na gravação que teria sido feita pelo empresário Joesly Batista, dono da JBS, com Temer dando aval para “compra de silêncio” do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A gravação foi divulgada mais cedo pelo jornal O Globo.

Além do impeachment, a oposição também cobra a renúncia imediata de Temer. “Impeachment demora uns três meses. Mais rápido seria a renúncia’, defendeu o deputado Silvio Costa (PTdoB-PE). Segundo o deputado José Guimarães (PT-CE), outra estratégia dos opositores será tentar paralisar o funcionamento do Congresso Nacional até a convocação de eleições diretas para presidente da República. “A situação é muito grave. Ou se faz o impeachment ou não se faz mais nada neste País “, disse o petista.

Na Câmara, já há hoje outro pedido de impeachment contra o presidente aberto por ordem do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão do ministro é de abril do ano passado. Desde então, a comissão especial que analisará esse primeiro pedido ainda não foi instalada na Casa. Isso porque líderes de partidos da base aliada resistem a indicar os deputados de suas bancadas para compor o colegiado.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Temer esteve com empresário, mas 'jamais' tentou evitar delação, diz Planalto


O Palácio do Planalto divulgou na noite desta quarta-feira (17) uma nota na qual informou que o presidente Michel Temer se reuniu com o empresário Joesley Batista, dono da JBS, mas "jamais" tentou evitar a delação do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) - leia a íntegra ao final desta reportagem.
A nota foi divulgada após reportagem publicada no site do jornal "O Globo" informar que Joesley Batista entregou ao Ministério Público Federal gravação de conversa dele com Temer na qual foi discutida a compra do silêncio de Eduardo Cunha.
"O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar", diz trecho da nota.
"O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República", acrescenta a assessoria de Temer.
>> Saiba ao longo desta reportagem como foi a reação do Congresso; assista a algumas análises dos comentaristas políticos da GloboNews; e entenda todo o caso
Antes de a assessoria da Prsidência divulgar a nota, o presidente se reuniu com ministros, entre os quais Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral), Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), e assessores, como o secretário de Comunicação Social, Márcio Freitas, e o porta-voz, Alexandre Parola.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o líder do governo no Senado Romero Jucá (PMDB-RR), também estiveram presentes ao encontro.
Diante da notícia do jornal "O Globo", os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), encerraram as sessões nas quais estavam sendo discutidos projetos em plenário.
Ao deixar a Câmara, Maia foi questionado sobre os motivos de ter encerrado a sessão e disse que não havia mais "clima". "Não tem mais clima para trabalhar", afirmou.
Maia disse ainda: "Tem que ver primeiro o que é". Na sequência, emendou: "Estamos tratando disso". Sobre se o caso é grave, concluiu: "Pode ser".
Antes de o deputado encerrar a sessão, houve tumulto no plenário, a oposição pediu o fim da votação da medida provisória e houve gritos de "Fora, Temer!".
A denúncia causou reação imediata entre os deputados da oposição, que pediram a renúncia do presidente da República e passaram a defender o impeachment. "O governo acabou", chegou a dizer o deputado José Guimarães (PT-CE), líder do governo na Câmara na gestão de Dilma Rousseff.
>> Assista a mais detalhes sobre o cancelamento das sessões no vídeo abaixo:

Ato contra Temer
Após o jornal "O Globo" publicar a reportagem sobre o áudio, manifestantes se reuniram em frente ao Palácio do Planalto na noite desta quarta para protestar contra o presidente Michel Temer (veja no vídeo abaixo).
Os gritos eram de "Fora, Temer" e "Diretas Já".

Fonte: G1
Leia Mais ››

Rodrigo Maia encerra sessão da Câmara minutos após notícia sobre áudio de Temer


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão desta quarta-feira (17) minutos após o site do jornal "O Globo" publicar reportagem segundo a qual o dono da JBS, Joesley Batista, gravou conversa com o presidente Michel Temer na qual foi discutido o silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A gravação foi entregue ao Ministério Público Federal.

Até a última atualização desta reportagem, Temer não havia se pronunciado sobre o assunto.

Maia encerrou a sessão no momento em que o plenário discutia uma medida provisória que trata do repasse de recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) a estados e municípios. Os deputados chegaram aprovar o texto-base em meio ao tumulto no plenário.

No caso do Senado, o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), também encerrou a sessão alguns minutos após a notícia ter sido veiculada por "O Globo", mas, diferentemente do que ocorreu na Câmara, a sessão terminou logo após a conclusão da análise de um projeto.

Câmara

Ao deixar o plenário da Câmara, Rodrigo Maia foi questionado sobre os motivos de ter encerrado a sessão e disse que não havia mais "clima". "Não tem mais clima para trabalhar", afirmou.

Maia disse ainda: "Tem que ver primeiro o que é". Na sequência, emendou: "Estamos tratando disso". Sobre se o caso é grave, concluiu: "Pode ser".

Antes de Rodrigo Maia encerrar a sessão, houve tumulto no plenário, a oposição pediu o fim da votação da medida provisória e houve gritos de "Fora, Temer!".

A denúncia causou reação imediata entre os deputados da oposição, que pediram a renúncia do presidente da República.

“Nesse momento em que surgem essas gravações, esse governo não tem legitimidade para continuar governando. Chegou ao ponto final. O ponto final, se não for dado pela sua própria renúncia, será feito por esta Câmara e por este Senado através de um impeachment”, afirmou o líder do PT, Carlos Zarattini (SP).

O líder da minoria, deputado José Guimarães (PT-CE), acrescentou que a oposição não aceita que a sucessão do atual governo se faça por meio de eleição indireta, conforme prevê a Constituição para os casos de afastamento de presidente a menos de dois anos do fim do mandato.

O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) informou que protocolou na Câmara um pedido de abertura de processo de impeachment do presidente Temer. “Os atos descritos na denúncia ferem claramente a lei dos crimes de responsabilidade”, afirmou.

Um segundo pedido de impeachment foi protocolado pelo deputado JHC (PSB-AL). No documento, ele diz que a denúncia contra Temer revela "sua total ausência de condições mínimas para liderar o país rumo à saída da maior crise econômica de sua história".

Logo após o encerramento da sessão, deputados dos partidos de oposição se reuniram para definir a estratégia diante da revelação que atinge Temer.

Senado

No Senado, assim que a notícia sobre o áudio de Temer foi publicada, Eunício Oliveira continuou com a sessão, mas, enquanto um projeto era analisado de forma simbólica (sem contagem de votos), vários senadores liam, por meio dos celulares, a reportagem do jornal "O Globo" e se revezavam na tribuna para repercutir o assunto.

Logo após o encerramento da sessão do Senado, o líder do governo na Casa, Romero Jucá (PMDB-RR), um dos principais aliados do presidente Michel Temer, falou com a imprensa e disse ser "prematuro" fazer qualquer tipo de comentário sobre as denúncias.

Jucá também afirmou acreditar que as acusações não vão atrapalhar o cronograma das reformas trabalhista, no Senado, e da Previdência, na Câmara.
"Não sei do que se trata, não se sabe sobre a fita, sobre a perícia, não dá para comentar algo que não conhecemos. Eu considero que é uma denúncia entre tantas que estão sendo publicadas. A maioria das delações, o PT está descredenciando. Se há uma delação que envolve o governo, é válida, se há envolvendo o PT, não é válida. É um processo seletivo?", questionou.

Jucá disse, ainda, que o "remédio para a calúnia é a transparência e a investigação". "Vamos aguardar para ver o que é verdade e o que não é", emendou.

Entenda o caso

Segundo o jornal "O Globo", os donos da JBS disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram Temer dando aval para comprar o silêncio de Eduardo Cunha, após o ex-deputado ser preso na Operação Lava Jato.

Ainda de acordo com o jornal, o empresário Joesley Batista entregou uma gravação feita em março deste ano em que Temer indica o deputado Rodrigo Rocha Lourdes (PMDB-PR) para resolver assuntos da J&F, uma holding que controla a JBS. Posteriormente, Rocha Lourdes foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil, enviados por Joesley.

Até a última atualização desta reportagem, Rocha Loures não havia se pronunciado.

Em outra gravação, também de março, diz "O Globo", o empresário disse a Temer que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada para que permanecessem calados na prisão. Diante dessa informação, Temer diz, na gravação: "tem que manter isso, viu?"

Na delação de Joesley, o senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, é gravado pedindo ao empresário R$ 2 milhões. A entrega do dinheiro a um primo de Aécio foi filmada pela Polícia Federal (PF). A PF rastreou o caminho do dinheiro e descobriu que foi depositado numa empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG).
Aécio e Zeze Perrella, assim como Temer e Rocha Loures, ainda não haviam se manifestado sobre o assunto até a última atualização desta reportagem.

A gravação

Segundo o jornal, em duas ocasiões em março deste ano, Joesley conversou com Temer e com Aécio levando um gravador escondido.

O colunista Lauro Jardim, de "O Globo", conta, ainda, que os irmãos Joesley e Wesley Batista estiveram na quarta-feira passada no Supremo Tribunal Federal (STF) no gabinete do ministro relator da Lava Jato, Edson Fachin – responsável por homologar a delação dos empresários. Diante dele, os empresários teriam confirmado que tudo o que contaram à PGR em abril foi de livre e espontânea vontade.

Joesley contou ainda que seu contato no PT era Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda de Lula e Dilma Rousseff. Segundo "O Globo", o empresário contou que era com Mantega que o dinheiro da propina era negociado para ser distribuído aos petistas e aliados, e também era o ex-ministro que operava os interesses da JBS no BNDES.

Cunha

Joesley disse na delação que pagou R$ 5 milhões para Eduardo Cunha após sua prisão na Lava Jato. O valor, segundo o jornal, seria referente a um saldo de propina que o deputado tinha com o empresário.
Joesley Batista disse ainda que devia R$ 20 milhões por uma tramitação de lei sobre a desoneração tributária do setor de frango.

Investigação

Segundo o jornal, pela primeira vez a PF fez "ações controladas" para obter provas. Os diálogos e as entregas de dinheiro foram filmadas e as cédulas tinham os númjeros de série controlados. As bolsas onde foram entregues as quantias tinham chips de rastreamento.

Durante todo o mês de abril, foram entregues quase R$ 3 milhões em propina rastreada.

O jornal informou que as conversas para a delação dos irmãos donos da JBS começaram no final de março. Os depoimentos foram coletados do início de abril até a primeira semana de maio. O negociador da delação foi o diretor jurídico da JBS, Francisco Assis da Silva, que depois também virou delator.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Dono da JBS gravou Aécio Neves pedindo R$ 2 milhões, diz jornal


O dono do frigorífico JBS Joesley Batista entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma gravação do senador Aécio Neves (PSDB-MG) pedindo a ele R$ 2 milhões. No áudio, com duração de cerca de 30 minutos, o presidente nacional do PSDB justifica o pedido dizendo que precisava da quantia para pagar sua defesa na Lava Jato. A informação é do jornal "O Globo".

Aécio indicou um primo dele para receber o dinheiro, e a entrega foi filmada pela Polícia Federal. A PF também rastreou o caminho do dinheiro, que depois foi depositado em uma empresa do também senador tucano Zeze Perrella.

A gravação faz parte do material da delação premiada de Joesley e de seu irmão, Wesley Batista, fecharam com a PGR na operação Lava Jato.

Nem Aécio nem Perrella se manifestaram sobre o assunto até o momento.

Encontro

Segundo o jornal, Aécio e Joesley se encontraram em São Paulo, no Hotel Unique, em 24 de março. Antes, a irmã do senador, Andréa Neves, já havia abordado o empresário por telefone e WhatsApp sobre o pedido e afirmado que o criminalista Alberto Toron seria o defensor de Aécio. Os procuradores tiveram acesso às mensagens entre Joesley com Andréa.

No hotel, o empresário perguntou a Aécio quem pegaria o dinheiro, o senador respondeu: "Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred [primo de Aécio] com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do c*****".

O primo de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, foi diretor da Cemig, nomeado por Aécio, e um dos coordenadores da campanha do tucano a presidente em 2014.

Quem entregou o dinheiro a Fred foi o diretor de Relações Institucionais da JBS Ricardo Saud. Ele também é delator junto com Wesley, Joesley e mais quatro pessoas. Foram feitas quatro entregas de R$ 500 mil cada uma e a PF filmou uma delas.

Segundo informações de "O Globo", no material que entregou ao relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, a PGR diz ter elementos para afirmar que o dinheiro não foi para Toron nem usado no pagamento de nenhum outro advogado. Ainda em SP, Fred entregou as malas para Mendherson Souza Lima, secretário parlamentar de Zeze Perrella.

Sempre seguido pela PF, Mendherson fez três viagens de carro a Belo Horizonte levando a propina. Segundo a PGR, os recursos foram parar na Tapera Participações Empreeendimentos Agropecuários, do filho de Perrella, Gustavo.

Delação

Na delação, Joesley também afirmou ter gravado o presidente Michel Temer dando aval para que o empresário continuasse pagando uma "mesada" ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para que ele se mantivesse em silêncio após ser preso na Lava Jato. A gravação, segundo o jornal, foi feita em março deste ano.

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência afirmou que Temer "jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar." (veja a íntegra da nota abaixo)

O empresário disse ainda que o ex-ministro da Fazenda dos governos Lula e Dilma, Guido Mantega, era a pessoa do PT com quem negociava valores de propina que seriam repassados a petistas e aliados. Mantega seria ainda quem tratava dos interesses da JBS no BNDES.

Mantega ainda não se manifestou sobre o tema. A defesa de Cunha disse que não se pronunciará.
O Supremo Tribunal Federal não confirmou nem negou se a delação da JBS já foi homologada pelo ministro relator da Lava Jato, Edson Fachin. O STF afirmou que não vai se pronunciar sobre o caso nesta quarta-feira.

"NOTA À IMPRENSA

O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar.

O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República.

O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados."

Fonte: G1
Leia Mais ››

Dono da JBS gravou Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha, diz jornal

O presidente Michel Temer, durante entrevista à Rede Vida (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Os donos do frigorífico JBS disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na operação Lava Jato. A informação é do colunista do jornal "O Globo" Lauro Jardim.

Segundo o jornal, o empresário Joesley Batista entregou uma gravação feita em março deste ano em que Temer indica o deputado Rodrigo Rocha Lourdes (PMDB-PR) para resolver assuntos da J&F, uma holding que controla o frigorífico JBS. Posteriormente, Rocha Lourdes foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil, enviados por Joesley.

Ainda não há informação sobre se a delação foi homologada. O Supremo Tribunal Federal (STF) disse que não irá se pronunciar nesta quarta-feira (17) sobre a delação.

Em outra gravação, também de março, o empresário diz a Temer que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada para que permanecessem calados na prisão. Diante dessa informação, Temer diz, na gravação: "tem que manter isso, viu?"

Na delação de Joesley, o senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, é gravado pedindo ao empresário R$ 2 milhões. A entrega do dinheiro foi feita a Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio, e filmada pela Polícia Federal (PF). A PF rastreou o caminho do dinheiro e descobriu que foi depositado numa empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG).

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência disse que o presidente Michel Temer "jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar". (Veja no final do texto a íntegra da nota).

Aécio não se manifestou. A JBS e a defesa de Eduardo Cunha informaram que não se pronunciarão.
Segundo o jornal, em duas ocasiões em março deste ano Joesley conversou com Temer e com Aécio levando um gravador escondido.

O colunista conta que os irmãos Joesley e Wesley Batista estiveram na quarta-feira passada no Supremo Tribunal Federal (STF) no gabinete do ministro relator da Lava Jato, Edson Fachin – responsável por homologar a delação dos empresários. Diante dele, os empresários teriam confirmado que tudo o que contaram à PGR em abril foi de livre e espontânea vontade.

Joesley contou ainda que seu contato no PT era Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda de Lula e Dilma Rousseff. Segundo "O Globo", o empresário contou que era com Mantega que o dinheiro da propina era negociado para ser distribuído aos petistas e aliados, e também era o ex-ministro que operava os interesses da JBS no BNDES.

Cunha
Joesley disse na delação que pagou R$ 5 milhões para Eduardo Cunha após sua prisão na Lava Jato. O valor, segundo o jornal, seria referente a um saldo de propina que o deputado tinha com o empresário.
Joesley Batista disse ainda que devia R$ 20 milhões por uma tramitação de lei sobre a desoneração tributária do setor de frango.

Investigação
Segundo o jornal, pela primeira vez a PF fez "ações controladas" para obter provas. Os diálogos e as entregas de dinheiro foram filmadas e as cédulas tinham os númjeros de série controlados. As bolsas onde foram entregues as quantias tinham chips de rastreamento.

Durante todo o mês de abril, foram entregues quase R$ 3 milhões em propina rastreada.

O jornal informou que as conversas para a delação dos irmãos donos da JBS começaram no final de março. Os depoimentos foram coletados do início de abril até a primeira semana de maio. O negociador da delação foi o diretor jurídico da JBS, Francisco Assis da Silva, que depois também virou delator.

Veja a íntegra da nota do Palácio do Planalto:

NOTA À IMPRENSA

O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar.

O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República.

O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados.

SECRETARIA ESPECIAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PRESIDÊNCIA

Fonte: G1
Leia Mais ››

99° Homicídio em Mossoró 2017: Mototaxista é perseguido e morto em via pública no bairro Aeroporto II


A Central de Operações da Polícia Militar, registra nesta tarde de quarta feira 17 de maio de 2017, mais um crime de homicídio por disparos de arma de fogo em Mossoró no Oeste do Rio Grande do Norte. O crime aconteceu por volta das 12h20min na Rua Dolores do Carmo Rebouças no bairro Aeroporto II ( Macarrão), zona Sul da cidade. A vítima identificada apenas por Robenilson conhecido como "Jack Chan" mototaxista, foi alvejado e morto em via pública. Segundo informações da polícia, a vítima estava sentada na mesa de um bar, quando um homem desceu da garupa de uma moto e foi em sua direção. Robenilson ainda correu, mas foi perseguido, alcançado e morto com vários tiros. A Polícia Civil, que esteve no local, foi informada de que a vítima já respondeu processo na justiça, mas não informou qual seria sua bronca. Os Policiais da DHPP também não informaram qual teria sido a motivação do crime. A PM realizou o isolamento do local de crime até a chegada das equipes do ITEP e da Divisão de Homicídios. Após os trabalhos de perícia o corpo foi removido para a sede do ITEP para fins de necropsia. Robenilson foi a nonagésima nona vítima da Conduta Violenta Letal Intecional em Mossoró neste ano de 2017a A investigação do caso ficará a cargo da DHPP.






Fonte: Fim da Linha
Leia Mais ››

Em 25 horas, 19 pessoas são assassinadas no RN


Dezenove pessoas foram assassinadas entre a manhã terça-feira (16) e as 10h30 desta quarta (17). Seis dessas pessoas foram mortas com tiros na cabeça em uma chacina ocorrida na noite desta terça-feira (16) na comunidade de Vila Pará, na zona rural de Serra do Mel, município da região Oeste potiguar. De 1° de janeiro até às 11h20 desta quarta, 936 assassinatos foram contabilizados pelo Observatório da Violência Letal Intencional no RN (OBVIO). Nesse mesmo período no ano passado eram 722.
De acordo com os dados do Instituto Técnico-Científico de Perícia e o levantamento do OBVIO, os outros crimes ocorreram nos municípios de Macaíba (2), Macau (1), Ceará-Mirim (2), Currais Novos (1), São José de Mipibu (1), Parnamirim (1) e Natal (5).
O ‘Contador de Homicídios’ do site do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sinpol), até as 11h3 desta quarta, havia contabilizado 935 assassinatos no estado somente este ano – o que dá uma média de 6,8 mortes violentas por dia. Em 2016, foram registrados 1.988 homicídios (média de 5,4).
Segundo o estudioso e pesquisador Ivênio Hermes, as ações violentas estão se tornando cada vez mais cruéis. "A ausência do Estado dá espaço para que crimes cada vez mais cruéis comecem a ser perpetrados no Rio Grande do Norte. Excetuando as mortes e os desaparecimentos de Alcaçuz, crimes que aconteceram sob a tutela protetiva do Estado, do lado de fora já temos quatro chacinas em 2017 e dois assassinatos com características extremamente cruéis: uma decapitação em via pública e uma carbonização em pneus, método de tortura e ocultação de cadáveres conhecida como "micro-ondas".
Chacina
Seis pessoas foram mortas com tiros na cabeça em uma chacina ocorrida na noite desta terça-feira (16) na comunidade de Vila Pará, na zona rural de Serra do Mel, município da região Oeste potiguar. Um adolescente também foi baleado, mas foi socorrido. Outro homem que estava na casa conseguiu escapar. Os assassinos fugiram.
Até o momento, três dos seis mortos foram identificados oficialmente. São eles:
Anderson Damião Lopes Firino, de 19 anos, natural de São Paulo (SP).
Eudileuza de Jesus Santos, de 19 anos, natural de Aurelino Leal (BA).
José Orlando Silva, de 32 anos, natural de Severiano Melo (RN).
De acordo com a Polícia Militar, pelo menos quatro homens armados arrombaram a porta dos fundos, invadiram a casa e renderam as vítimas. Cinco homens e uma mulher estavam jantando quando foram surpreendidas. A perícia criminal encontrou pratos e panelas com restos de comida e muitas garrafas vazias de bebidas. Ainda não se sabe o que motivou a matança.
Quando a polícia chegou, quatro corpos foram encontrados do lado de fora da casa, e outros dois dentro do imóvel. Além dos seis mortos e do adolescente ferido, uma oitava pessoa que estava na casa conseguiu fugir.
Os criminosos teriam levado celulares, dinheiro e uma moto. A área foi isolada para o trabalho da perícia criminal. Cápsulas de armas de dois calibres diferentes foram encontradas.
A Polícia Civil vai investigar o caso.
Violência desenfreada
A violência segue desenfreada e batendo recordes negativos no Rio Grande do Norte. O estado alcançou a marca de 900 homicídios registrados somente este ano. A média é de 6,7 assassinatos por dia. Os dados são do Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza e analisa os crimes contra a vida no RN.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Quarta feira começa com dois atentados a bala em Mossoró, região Oeste Potiguar


A quarta feira 17 de maio começa com registros de dois atentados a tiros nas zonas Norte e Sul de Mossoró, no Oeste do Rio Grande do Norte. 

A primeira tentativa de homicídio aconteceu por volta das 04h50min na região do Santo Antônio zona Norte da cidade, onde a pessoa de Zilmark Pereira da Silva de 33 anos foi baleado e socorrido por terceiros para UPA do bairro Santo Antônio e depois transferido para o HRTM. Até o momento não há informações sobre a motivação do atentado, nem a identidade dos suspeitos. 

O segundo atentado aconteceu por volta das 07h20min, na Rua Marinho Dantas no bairro Belo Horizonte, zona Sul da cidade. A vítima um adolescente de 15 anos identificado como Fabrício Renan Lopes de Souza. 

Ele foi alvejado com dois tiros na calçada de sua casa e socorrido por terceiros para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do BH e depois transferido pelo Samu para o Hospital Tarcísio Maia. 

A vítima disse aos policiais militares que atenderam a ocorrência, que estava na calçada de sua residência, quando dois suspeitos em uma Traxx chegaram e efetuaram os disparos. O jovem não soube informar sobre a motivação do crime. 

Os casos serão investigados em inquérito policial por tentativa de homicídio conduzidos pela Polícia Civil de Mossoró.


Fonte: Fim da Linha
Leia Mais ››

Ceni joga prancheta no chão, acerta Cícero e esquenta vestiário do São Paulo

Rogerio Ceni pediu privacidade para comandar o treino com os reservas nesta segu...

O esquentou mesmo nos vestiários do São Paulo. O técnico Rogério Ceni e o meio-campista Cícero se desentenderam na semana passada depois de o comandante jogador uma prancheta no chão e acabar acertando o jogador.
A informação foi dada em primeira mão pelo Bate-Bola Debate.
Toda a confusão aconteceu na semana passada, antes do jogo contra o Defensa y Justicia. Ceni dava uma bronca em seus atletas e jogou uma prancheta no chão. O objeto, porém, acabou acertando Cícero.
O meio-campista se irritou bastante. Rogério Ceni se desculpou imediatamente, e a ‘turma do deixa-disso' entrou em ação para evitar qualquer problema maior.
Cícero, que era uma das peças de confiança de Ceni no grupo, ficou de fora da partida alegando uma gripe. Com um empate em casa, o São Paulo acabou eliminado da competição. Depois, até foi relacionado para o jogo de domingo, mas não entrou em campo na estreia do São Paulo no Brasileirão, diante do Cruzeiro.
O comandante também teria tido uma discussão forte com Rodrigo Caio, pelo lance do fair play que anulou o cartão amarelo de Jô na semifinal do Campeonato Paulista.
Ceni teria, inclusive, feito uma reunião particular com os dois jogadores para acertar as arestas.
Depois de um começo de ano até animador, o time tricolor vem vivendo uma pressão ainda maior por conta de todas as eliminações no primeiro semestre - o São Paulo caiu na Copa do Brasil, no Campeonato Paulista e também na Sul-Americana.
Por enquanto, a diretoria segue prestigiando o trabalho de Rogério Ceni.

Fonte: MSN
Leia Mais ››

Briga de casal termina com os dois esfaqueados, no Sertão da Paraíba

Caso aconteceu em Cajazeiras

Um homem de 46 anos foi ferido a facadas, na manhã desta terça-feira (16), durante uma discussão com uma mulher, que também ficou ferida, no município de Cajazeiras, Sertão paraibano, a 485 quilômetros de João Pessoa. 
De acordo com a Polícia Militar, o homem afirmou que a mulher teria chegado batendo na porta da casa dele, por volta das 6h, e já teria entrada no local o ferindo a facadas.

“Ele afirmou que quando abriu a porta para atender à mulher, ela já foi logo o esfaqueando. Ele também relatou que para se defender também agrediu a mulher. Mas, a versão dele não é a mesma contada pela mulher”, disse a PM.

Em depoimento, a mulher alegou que foi cobrar um valor que havia sido prometido pelo homem para que ela comprasse um botijão de gás, mas que teria sido vítima de tentativa de estupro, esfaqueando o homem para se defender.

“Na versão da mulher, ela teria ido cobrar um valor que o homem havia prometido e quando entrou na casa o homem teria trancado a porta e tentado estuprá-la. Com isso, ela teria se armado com a faca e ferido o homem”, contou a PM sobre a versão da mulher para o crime.

Mesmo ferida, a mulher não precisou ser socorrida para o hospital. Já o homem foi levado para o Hospital Regional de Cajazeiras, onde passou por cirurgia e segue internado em estado regular, segundo a assessoria de comunicação do hospital.

Fonte: Portal Correio
Leia Mais ››

Baleia Azul: estudante de 15 anos foi impedida de pular de uma ponte em Recife

ponte recife

Uma adolescente de 15 anos, moradora do Cabo de Santo Agostinho, foi resgatada do parapeito da Ponte Buarque de Macedo, no Bairro do Recife, na noite desta segunda-feira. Um homem que passava pelo local a convenceu a não pular. A adolescente apresentava vários ferimentos nos dois braços, indicando que ela possivelmente estaria participando do desafio do jogo da Baleia Azul.
Levada para a casa de uma família no bairro de Santo Amaro, ela teria confessado a participação do jogo, motivando a família a acionar o Conselho Tutelar para encaminhar o caso, que foi levado para a Central de Plantões da Capital. Na delegacia, os pais da adolescente foram contactados e prestaram queixa para dar continuidade às investigações. A vítima foi encaminhada para a realização de exames no Instituto de Medicina Legal (IML) e, de acordo com o Conselho Tutelar, vai receber acompanhamento psicológico.
Outros casos – Com este, sobe para nove o número de casos de vítimas do jogo da Baleia Azul que estão sendo investigadois pela Polícia Civil em Pernambuco. Na semana passada, a mãe de uma jovem de 19 anos acionou a polícia depois de perceber os ferimentos no corpo da filha.
De acordo com o delegado do Cordeiro, Carlos Couto, que investiga o caso, ela estaria na fase final do desafio:”Pelas inúmeras mutilações por todo o corpo, pelas mensagens que estavam no aplicativo dá-se a entender que ela já estaria na parte final o jogo. Em uma das mensagens, o curador pede para ela subir até um telhado possivelmente para se jogar. Seria o caso mais grave dentre os oito que estamos investigando. Mas, possivelmente, esses criminosos devem estar atuando com diversas outras pessoas. Daí a importância dos pais e do ambiente escolar ficar atento”, disse o delegado, em entrevista coletiva concedida na sexta-feira passada.
As investigações já apontaram como acontecem as conversas com o curador: “Já identificamos que as conversas com o suposto curador se dava pelo messenger, pela rede social Facebook e a partir daí a Polícia Civil, por meio da inteligência, vai tentar identificá-lo”, prometeu o delegado.A negativa da vítima em falar sobre o caso, no entanto, é um entrave à investigação: “A jovem foi orientada, está sob constante coação do curador e não mamtém nenhuma espécie de comunicação verbal, nem mesmo com os pais. Do final da manhã de ontem até as 18h nós tentamos extrair alguma informação e nenhuma palavra foi dita, nem por escrito, aconteceram meros acenos de cabeça”, detalha Couto, adiantando que a polícia apura se o curador também teria feito ameçadas aos familiares, caso ela se manifestasse.
Na ocasião, Couto lembrou que no dia 10 deste mês foi preso na Rússia Philipp Budeikin, de 21 anos, um homem que seria o idealizador do jogo e que teria confessado envolvimento ma morte de 16 garotas. “Ele dizia que estava limpado a sociedade. A gente acredita que essa ideologia está sendo usada por diversos grupos que estão captando a fragilidade dessas pessoas que querem ser inseridas, mas acabam namãe de gente que quer vê-las mal ou mortas”, alertou.

Fonte: Diário de Pernambuco
Leia Mais ››

Prefeito de Caiçara do Norte faz demissão em massa de comissionados

Resultado de imagem para Prefeito de Caiçara do Norte faz demissão em massa de comissionados

O Prefeito Amarildo Elias de Morais Filho (Amarildinho – Solidariedade), oficializou nos meios oficiais a exoneração de todos os servidores ocupantes de cargos comissionados da administração municipal de Caiçara do Norte (RN). A decisão foi anunciada por meio de uma Portaria vinculada a edição 1.509 do Diário Oficial dos Municípios do Estado do Rio Grande do Norte, publicada no dia 08 de maio de 2017.

A Portaria Nº 086/2017-PMCN/GP, traz em seu conteúdo a justificativa de que a Prefeitura Municipal de Caiçara do Norte encontra-se próximo do índice legal no que toca a gestão de pessoal prevista na Lei de Responsabilidade Fiscal, ou seja, o Prefeito Amarildinho alega que a Prefeitura de Caiçara do Norte não pode comportar mais tantos funcionários e que só hoje, após quatro meses de administração é que gestor se atentou para tal problema.
Para muitos Caiçarenses, o Prefeito Amarildinho contratou funcionários sem ter a mínima noção do que estava fazendo, porém, quando viu que não mais conseguiria administrar a máquina pública apelou para a ação desesperadora e exonerou geral. Para quem tem pouco mais de quatro meses de gestão, já podemos afirmar que Amarildinho Filho está totalmente perdido, além de ser um péssimo gestor.
A exoneração em massa do Prefeito Amarildinho não se aplica aos Secretários Municipais, Controlador Geral, Procurador-geral, Chefe de Gabinete, Assessor Jurídico, Auxiliar Contábil, Engenheiro Civil, Contador Geral, Pregoeiro, Assistente Social do CRAS, Assistente Social Municipal, Psicólogo, Coordenador do CRAS-PAIF, Coordenador do Bolsa Família, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista e Enfermeiro.

Fonte: Parazinho na Mídia
Leia Mais ››

Guamaré tem o único hospital público do RN que realiza cirurgias por videolaparoscopia

videolabo

O Centro Cirúrgico do Hospital Manoel Lucas de Miranda tornou-se uma referência na saúde pública no interior potiguar, tanto pelos equipamentos com tecnologia de ponta, quanto pelo alto nível dos profissionais da área médica, contratados pela Prefeitura de Guamaré. A novidade agora fica por conta das cirurgias ortopédicas por videolaparoscopia que já podem ser feitas na cidade.
“Posso garantir que o nosso hospital e o único no setor público do Rio Grande do Norte, incluindo os hospitais federais, regionais e municipais que está realizando cirurgias ortopédicas por videolaparoscopia”, revelou o secretário municipal de Saúde, Adriano Diógenes.
“São duas salas de cirurgia com capacidade para realizar 160 procedimentos por mês”, detalhou o prefeito Hélio Willamy, lembrando que além das cirurgias gerais, são feitas em Guamaré cirurgias ginecológicas e obstetras, dermatológicas, vasculares, urológicas, proctológicas, otorrinolaringológicas, ortopédicas, urológicas, mastológicas e gástricas.

Fonte: Robinson Pires
Leia Mais ››

MOTORISTA PERDE O CONTROLE DO CARRO E SOBE O CANTEIRO CENTRAL DA AV. DA INDEPENDÊNCIA, EM PAU DOS FERROS


Na tarde dessa terça-feira  (16), por volta das 16h30min, aconteceu um acidente de trânsito na Av. da Independência, próximo ao Hotel Hetz, em Pau dos Ferros.
Um senhor identificado como Dudu perdeu o controle do seu carro HB20 e subiu o canteiro central da via. O condutor não sofreu  nenhuma lesão, mas o veículo teve algumas avarias, ficando com a dianteira suspensa enganchada no canteiro central.
Policiais Civis que passavam na hora pararam para prestar socorro e sentiram um forte cheiro de álcool no condutor, que foi conduzido para a delegacia de polícia para ser autuado em flagrante de delito pelo crime de embriaguez ao volante.

Fonte: Grupo Cidadão 190
Leia Mais ››

CRIME DE HOMICÍDIO FOI REGISTRADO NA CIDADE DE TAIPU RN

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Um crime de homicídio foi registrado nesta segunda-feira (15) na cidade de Taipu, distante 50 KM de Natal, a vitima foi identificada como Francisco Robson Souza de Lima, conhecido por ”Esquilate ou Preto”.
Ele foi morto com dois tiros de arma de fogo, o mesmo ainda chegou a ser socorrido para uma unidade hospitalar daquela cidade, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.
'Esquilate' era conhecido no mundo policial por fazer inúmeras vítimas do golpe da venda de CNH (Carteira de Habilitação) e também já foi detido com um carro roubado ano passado.

Fonte: Na Ficha da Polícia
Leia Mais ››

Detran apresenta ao MP nova campanha educativa #CurtoDirigirBem


Reduzir o número de acidentes, e consequentemente, salvar vidas. Essa continua sendo a principal meta do Departamento Estadual de Trânsito, Detran RN, reforçada por campanhas educativas realizadas em todo o Estado. Nesta segunda-feira (15), foi apresentado ao Ministério Público a nova campanha educativa #CurtoDirigirBem, na sede da agência de propaganda Executiva, que desenvolveu a campanha que começará a ser veiculada em junho.

Estavam presentes na reunião as promotoras do MP, Elaine Cardoso, Danielle Veras e Iveluska Lemos, além da secretária de comunicação do Estado, Juliska Azevedo, e o chefe de gabinete do Detran, Marco Medeiros.

Acidentes com motos, uso de celular ao volante e a mistura perigosa de álcool e direção. Esses serão os focos em 2017. “Queremos conscientizar as pessoas da importância da prudência no trânsito. E lembrar que ele é feito por todos nós: motoristas, motociclistas, ciclistas, pedestres. Se cada um fizer sua parte, respeitar as leis, teremos um trânsito seguro, como deve ser”, destaca o diretor do Detran, Júlio César Câmara.

A promotora da saúde pública, Elaine Cardoso, elogiou a campanha apresentada e destacou os impactos de um acidente de trânsito. “A maioria das vítimas desse tipo de acidente está em idade produtiva, e isso gera um impacto e prejuízos não apenas pessoal, mas para toda a sociedade. Essas vítimas deixam de trabalhar e passam a gerar custos para a previdência social, e principalmente para a saúde pública. Quantas pessoas não temos hoje no Estado, esperando por cirurgias ortopédicas, necessárias em decorrência de um acidente, que poderia ter sido evitado?”, diz a promotora.

A campanha foi criada pela agência Executiva. “Vamos incentivar o diálogo de toda a sociedade sobre o papel de cada cidadão como agente transformador. Não estamos falando de mudar o trânsito somente no que diz respeito ao agora. Estamos falando, sim, de indicar a formação de uma nova geração que tenha como princípio básico, e não somente como atributo, o respeito ao próximo”, reforça Odemar Neto, diretor da agência.

Para a secretária de comunicação do Estado, Juliska Azevedo, “a estratégia de comunicação do Governo do RN para a educação no trânsito busca conscientizar as pessoas se aproximando do seu dia a dia, mostrando ações que fazem parte da vida de muitas pessoas e as consequências que podem gerar. Nossa ideia foi a de desenvolver uma campanha com a linguagem das redes sociais, com a qual a maioria das pessoas convive diariamente. Acredito que teremos um grande engajamento com o #CurtoDirigirBem.”

As últimas campanhas realizadas pelo Detran já resultaram em diminuição no número de acidentes, mas é preciso uma vigilância constante. “Essa nova campanha vai impactar, e levar cada um de nós a uma reflexão. Será que nossa prática é coerente com nosso discurso? Quando pensamos que ‘vamos tomar apenas um gole de álcool’, ‘vou dirigir para pertinho’, ou ‘só vou atender uma ligação rapidinho’, não nos damos conta que uma ação pequena, porém errada, pode gerar consequências graves, e às vezes um dano irreparável, como uma morte no trânsito”, completa a promotora da saúde, Elaine Cardoso.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

PF realiza operação no RN contra fraudes em benefícios previdenciários

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Agência da Previdência Social do bairro Nazaré, em Natal (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi)

A Polícia Federal deflagrou, logo nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (17), uma operação de combate a fraudes em benefícios previdenciários. A ação foi denominada de ‘Operação Anjo Mau’, que busca cumprir quatro mandados de busca e apreensão.
“A operação visa obter provas da existência de uma organização criminosa suspeita de fraudar vínculos trabalhistas, bem como, apurar a suposta participação de servidores do INSS, os quais teriam atribuído a terceiros a falsa condição de ‘segurado’, com a consequente obtenção de benefícios previdenciários fraudulentos”, informou a assessoria de comunicação da PF.
Ainda de acordo com a Polícia Federal, cerca de 20 policiais participam da operação. Os mandados ocorrem em endereços residenciais e na Agência da Previdência Social que fica no bairro Nazaré, na Zona Oeste da cidade.
Por fim, a PF disse que a investigação que resultou na operação foi fruto de um trabalho em parceria com o Ministério Público Federal e a Representação da Inteligência Previdenciária – REINP, e explicou que a Operação Anjo Mau faz referência ao significado do prenome de origem grega de um dos implicados na trama criminosa.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Casal é preso com 7 quilos de maconha durante fiscalização da PRF na BR-101, no RN

Segundo a PRF, a droga apreendida estava sendo transportada de Cabedelo, na Paraíba, para Natal (Foto: PRF/Divulgação)

Um casal foi preso e 7 quilos de maconha apreendidos em uma abordagem de rotina realizada na noite desta terça-feira (16) no posto de fiscalização da PRF que fica na BR-101, em São José de Mipibu, na Grande Natal. Um terceiro suspeito, que também estava no veículo revistado pelos agentes, conseguiu fugir correndo para o meio de um matagal.
Segundo a assessoria de comunicação da PRF, a droga estava sendo transportada em um Siena que seguia da cidade de Cabedelo, na Paraíba, para Natal. Na abordagem, foi preso um homem de 35 anos e uma mulher de 22 anos.
Ainda de acordo com a PRF, o casal revelou que a maconha seria entregue a uma pessoa no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul da capital potiguar.

Fonte: G1
Leia Mais ››

CHACINA NA SERRA DO MEL COM SEIS MORTOS, É A MAIOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE.


Vai ficar marcado na história da Serra do Mel". Frase forte, e dita por um popular da Serra do Mel que acrescentou. "Lembre-se todos. A Serra do Mel tem gente boa e do bem". Um crime marcado por sangue, temor na região, e à cima de tudo o silêncio, misturado com revolta.
Foi assim que se resumiu essa tragédia na noite desta terça feira  16 maio 2017. Um crime que chocou? pelos requintes de crueldades e por ter pessoas inocentes segundo relatos de moradores da região.  Anderson Damião Lopes Firmino, 19 anos casado com Eudileuza, 19 anos que segundo a mãe de Anderson ela é conhecida como "Milena" também 19 anos, são recém chegados de São Paulo com toda família e tinha planos de fazer a vida na região junto com esposa, pai e mãe, inclusive estava montando sua casa nas proximidades, porém não deu tempo.
De acordo com dona Maria sua mãe, a casa onde aconteceu o crime é  do tio dele e como ele era novato estava conhecendo algumas pessoas, e sempre costumava reunir alguns deles na casa do tio para bebedeira. Orlando outra vítima foi um dos mais lamentados, pois segundo relatos tratava-se de um trabalhador que não fazia mal a ninguém.
O que se pode ouvir e perceber que um dos que escapou seria o alvo principal, pois estava cometendo alguns atos ilícitos na região, inclusive sem respeitar ninguém. 
Esse não temos a identificação. O certo segundo a polícia que existiam oito pessoas na casa.
Um menor de 16 anos levado para o Hospital da Vila Brasília, contou lá mesmo, que ele foi o primeiro abordado e teria levado um disparo que atingiu sua mão e braço, na tentativa dele se defender dos tiros. 
Após isso ele melou seu rosto de sangue e simulou estar morto. O que seria o alvo estava no portão tentando ligar uma moto pra ir comprar bebida e quando ouviu os primeiros tiros correu e conseguiu escapar. Eudileuza,seu esposo Anderson, Felipe, Diogo, Horlando e Luiz, não tiveram chance de escapar pois foram surpreendidos pelas portas dos fundos que foi arrombada e cerca de dois ou mais já estavam na parte da frente da casa surpreendendo a todos, enquanto um ou dois atiravam de dentro de casa. Um verdadeiro cerco sem chance de defesa ou até mesmo de fuga. Os corpos sendo quatro deles ficaram na parte da área da casa e dois dentro da residência. Segundo peritos do ITEP, como se tratava de um crime de seis pessoas dois peritos foram acionados sendo que um estava de folga.
Os tiros atingiram as partes das cabeças das vítimas, mostrando claramente ser execução sumária.
De acordo com informações repassadas pela polícia militar, alguns assaltos estavam sendo atribuídos à alguns que estavam na residência porém não sabe ainda informar os envolvidos.
Segundo o delegado todas as linhas de investigação assim como nomes e depoimentos dos que escaparam poderão ajudar nas investigações futuras. O menos baleado disse ser de Natal e estava passando um tempo na região. Outros nem da Serra do Mel são. A mãe de Anderson disse que seu filho não tem envolvimento com nada e não sabia com quem estava lhe dando.
Porém as investigações ficará por conta da DEHOM, que terá trabalho para tentar chegar aos autores. Segundo o perito Eduardo do ITEP foram encontradas cápsulas de pelo menos duas armas diferentes e de grosso calibre, levando à crer que um ou mais elementos participaram da ação, sendo impossível numerar com exatidão quantos seriam na dinâmica do crime.
Ele porém acredita que as vítimas foram surpreendidas de dentro pra fora da casa e fora já havia um ou mais esperando para executar todos.
A polícia civil através do delegado de plantão Dr. Roberto Moura realizou os primeiros levantamentos para entregar relatório à especializada para os inícios das investigações e chegar a identificação de cada um.
Quem são, o que fazem, que estavam fazendo na região. Maiores detalhes com identificação das vítimas traremos assim que tivermos em mãos.





Fonte: Passando na Hora
Leia Mais ››

Ex-presidiário é morto a socos e pontapés em briga por causa de dinheiro em Luís Gomes/RN


Francisco Rafael de Sousa(foto), conhecido como Rafael de Puru, foi morto a socos e pontapés após discussão por dinheiro em frente a um bar no Conjunto Sol Nascente na cidade de Luís Gomes/RN. O fato correu por volta das 19h20 desta segunda-feira(15). Rafael já cumpriu pena no Complexo Penal de Pau dos Ferros/RN.

De acordo com informações vítima e acusado discutiam por causa de dinheiro, quando a pessoa de Daniel da Silva Pereira acertou um soco na vítima fazendo que perdesse o equilíbrio e caísse no chão, onde o suposto acusado passou a dar chutes contra a cabeça de Rafael, que foi socorrido para uma Unidade de Saúde local, não resistiu e faleceu. O corpo foi encaminhado ao ITEP para exames necrópsia. 

A Polícia continua em diligencias.

Fonte: Nosso Paraná RN
Leia Mais ››