RÁDIO CIDADE AO VIVO

segunda-feira, maio 15, 2017

Após perseguição e tiroteio, um morre e dois são presos na Grande Natal

Na fuga, os bandidos destruíram o muro de uma casa  (Foto: Divulgação/PM)

Um homem morreu e dois foram presos pela Polícia Militar na tarde desta segunda-feira (15), em Parnamirim, na Grande Natal. Houve perseguição e troca de tiros entre os criminosos e os policiais. Na fuga, os bandidos bateram o carro em uma casa.
De acordo com a Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM), que participou da perseguição, os homens estavam em um carro roubado e fugiram após uma abordagem de rotina. Com eles, foi apreendido outro carro e ainda duas pistolas calibre 40.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Após novos depoimentos, polícia descarta estupro coletivo em Natal

À polícia, adolescente denuncia que foi vítima de estupro coletivo, mas mudou a versão posteriomente (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

A Polícia Civil descartou a hipótese de estupro coletivo contra duas adolescentes na Zona Norte de Natal. O suspoto crime foi denunciado à Polícia Civil no dia 9 de maio por apenas uma das adolescentes. De acordo com a delegada Dulcinéia Costa, titular da Delegacia Especial de Defesa da Criança e do Adolescente (DCA), a outra suposta vítima negou o fato durante o depoimento.
"Uma das adolescentes procurou a Delegacia de Plantão e denunciou o suposto crime. A versão dela era que ela e uma amiga teriam sido abordadas por quatro homens em um carro, que um deles estaria armado, e que elas foram levadas para um matagal e estupradas", explicou a delegada.
A adolescente disse ainda que conhecia os envolvidos e sabia onde eles moravam. A Polícia Civil prendeu um dos homens apontados pela jovem como suposto autor do crime. O homem, de 25 anos, negou envolvimento no caso.
Ainda segundo informações da titular da DCA, a outra adolescente foi chamada para prestar depoimento e negou os fatos. A segunda adolescente, segundo a polícia, disse que realmente esteve com a amiga naquela noite, mas que elas estavam com outras pessoas que não as apontadas pela primeira adolescente e que não houve violência sexual.
A partir deste depoimento, a polícia convocou novamente a primeira adolescente para esclarecer os fatos. "No segundo depoimento ela negou o estupro coletivo. Ela disse que foi estuprada por este rapaz que foi preso, mas que isso teria acontecido há dois meses", disse Dulcinéia.
Segundo ela, ficou evidenciado que não houve o estupro coletivo. "Esse segundo fato denunciado por ela, que teria acontecido há dois meses, será apurado. A investigação vai se concentrar nele", disse.
A Justiça foi informada do novo depoimento da adolescente para analisar a situação do rapaz que foi preso apontado como um dos autores do estupro.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Vírus do atual surto de febre amarela tem mutação genética inédita, diz Fiocruz

Vacina da febre amarela é disponibilizada pela rede pública de saúde (Foto: Divulgação / Ascom PMP Petrópolis)

Pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) finalizaram o sequenciamento completo do genoma do vírus responsável pelo atual surto de febre amarela no país. A partir dessa análise, eles encontraram variações inéditas em algumas de suas sequências genéticas. Não há registro anterior dessas mutações na literatura científica mundial, de acordo com a instituição.
Sobre um possível impacto das mutações para a vacina disponível no Brasil, a equipe de cientistas explica que o imunizante adotado atualmente protege contra diferentes genótipos do vírus, incluindo o sul americano e o africano, e que as alterações detectadas no estudo não afetam as proteínas do envelope do vírus, que são centrais para o funcionamento da vacina.
Desde o aumento de casos no Brasil, a Fiocruz fez os primeiros sequenciamentos do vírus. Foram utilizadas duas amostras de macacos bugios do Espírito Santo, mortos em fevereiro de 2017.
“Os bugios são especialmente importantes nas investigações sobre a febre amarela por serem considerados 'sentinelas': como são muito vulneráveis ao vírus, estão entre os primeiros a morrer quando afetados pela doença. Além disso, estes animais amplificam eficientemente o vírus em seu organismo”, descreve Ricardo Lourenço, que é veterinário e entomologista.
Um resultado inicial apontou que esse vírus da febre amarela pertence ao subtipo genético conhecido como linhagem Sul Americana 1E, que atua no Brasil desde 2008. No entanto, com o final da análise completa, os cientistas conseguiram detectar as variações genéticas, que estão associadas a proteínas envolvidas na replicação viral.
De acordo com os pesquisadores, os impactos da descoberta para a saúde pública ainda precisam ser investigados e apontam a necessidade de que mais amostras sejam sequenciadas, relativas a outros lugares do Brasil e com coletas em humanos, macacos e mosquitos. Novos resultados deverão ser apresentados nas próximas semanas.
Os resultados da pesquisa foram encaminhados pela presidência da Fiocruz ao Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis, do Ministério da Saúde. De acordo com Myrna Bonaldo, uma das pesquisadoras, os resultados também foram encaminhados para a comunidade internacional, incluindo Itália, Estados Unidos e Inglaterra.
A instituição informa, adicionalmente, que outros dados ainda não publicados apontam os mesmos resultados para a análise de mosquitos coletados no Espírito Santo e para um macaco morto no Rio de Janeiro.
A fundação diz, ainda, que o estudo "partiu de uma constatação que vem ganhando cada vez mais espaço". Segundo eles, "a atual situação de febre amarela tem lacunas de entendimento sobre sua dinâmica de dispersão."
Esse é o maior surto de febre amarela das últimas décadas. O último boletim do Ministério da Saúde confirmou 756 casos no país, com 259 mortes devido à infecção. Os casos continuam silvestres, com infecções em regiões de mata e/ou rurais. A doença é transmitida pelos mosquitos Sabethes e Haemagogus.

Fonte: Bem Estar
Leia Mais ››

MPE pede cassação de chapa e inelegibilidade de Dilma por 8 anos


O Ministério Público Eleitoral nesta terça-feira (12) ao Tribunal Superior Eleitoral que cassete um capô que elegeu em 2014 Dilma Rousseff e Michel Temer. Além disso, pediu uma inelegibilidade de Dilma por oito anos. 

O Ministério Público Eleitoral atua como fiscal da lei na ação que pede uma cassação da chapa Dilma-Temer. 

O documento, sob sigilo, foi obtido pela GloboNews e reitera o pedido feito na primeira fase do julgamento no TSE, que começou sem dia 4 de abril. O julgamento, no entanto, foi interrompido. A manifestação final do MP é uma das peças que são levadas para julgamento. E não antecipa uma posição do ministro relator, Herman Benjamin. 

Além disso, alegações finais PT, PMDB e PSDB, partes no processo. 

Na nova manifestação, vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, João Santana e Monica Moura, que foram ouvidos no dia 24 de abril no processo. 

No documento, o vice-procurador destaca que «Santana e Monica afirmaram que« a empresa tem direito a uma parte dos pagamentos por seus serviços. 

Dino incluiu o seguinte trecho do depoimento de João Santana: ". Isso aí, sabia ''. 

Sobre o depoimento de Monica Moura, o vice procurador reproduziu um trecho em que a marqueteira disse que "a presidente sabia, sabia, sem sombra de dúvida". 

Para o Ministério Público, É possível concluir que a representação tem o conhecimento da forma como a Odebrecht estava financiando sua campanha eleitoral, os praticantes qualificados em sua candidatura, com eles anuindo. Tendo ciência dos acontecimentos, basta para representar coibir ou censurar uma prática de tais condutas. Omitiu-se, porém. Nada fazendo, chamou uma responsabilidade direta pelos fatos ''. 

Por isso, o MP pede uma inelegibilidade de Dilma por oito anos. 

Sobre Temer, Dino escreveu que "há que se registrar que não foi mencionado nos depoimentos dos executivos da Odebrecht". Ele incluído no trecho do depoimento de João Santana afirmando que, com o Tema, o único assunto tratado em uma campanha eleitoral foi um de um convite formulado pelo presidente para que o marqueteiro fizesse uma campanha no Haiti. 

Assim (...) Sem resposta pessoal do representante, não há o que se fala em inelegibilidade " . 

Separação de chapa

Para o Ministério Público Eleitoral, é '' inviável '' uma tese de separação da capa, como uma defesa de Temer. 

Dino registra, no novo documento, uma sessão realizada no dia 4 de maio não TSE, que cassou os diplomas do governador e do vice-governador do Amazonas, por abuso de poder imputado ao primeiro titular da chapa. "Corroborando, assim, uma jurisprudência da Corte". 

O julgamento no TSE ainda não tem dados para ser retomado, mas uma expectativa é que ele tenha marcado para junho.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Moro nega pedido do MPF e da defesa de Lula para ouvir mais testemunhas na ação do triplex

Moro negou o pedido do MPF e da defesa de Lula para ouvir mais testemunhas no processo do triplex (Foto: Leonardo Benassatto/Estadão Conteúdo)

O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, negou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) e da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ouvir mais testemunhas na ação penal do triplex do Guarujá, no âmbito da Operação Lava Jato, antes da fase de alegações finais.
A decisão foi publicada no sistema eletrônico da Justiça Federal por volta das 5h30 desta segunda-feira (15).
Por meio de nota, a defesa de Lula afirmou que o despacho de Moro tem "erros factuais" e que tomará "as medidas necessárias para afastar as ilegalidades presentes nessa decisão." *Leia mais abaixo a nota na íntegra. Ao G1, o MPF informou que, se houver manifestação, será nos autos do processo.
Sobre o pedido da defesa, Moro argumentou que faltou identificação completa como nome e endereço das testemunhas. "Indefiro, portanto, o requerido por deficiência no requerimento e desnecessidade da prova”.
Moro afirmou sobre a solicitação do MPF que: “Enfim, este Juízo já ouviu muitos depoimentos sobre o apartamento triplex e sobre a reforma dele, não sendo necessários novos a esse respeito”.
O processo investiga se Lula, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, recebeu R$ 3,7 milhões em propina, de forma dissimulada, da empreiteira OAS. Em troca, a empresa seria beneficiada em contratos com a Petrobras. Veja detalhes da ação penal. Lula foi interrogado por Moro na quarta-feira (10).
Na mesma decisão, Sérgio Moro marcou os prazos para as alegações finais. A acusação terá até o dia 2 de junho, e a Petrobras tem até o dia 6 de junho para se manifestar. Já as defesas poderão apresentar as conclusões até o dia 20 de junho.
Os advogados de Lula também haviam pedido para o MPF esclarecer “o status das negociações de acordos de colaboração com José Adelmário Pinheiro Filho [Léo Pinheiro] e Agenor Franklin Magalhães Medeiros e os benefícios oferecidos”, conforme consta no despacho do juiz federal.

Moro consentiu a este pedido da defesa do ex-presidente: “Defiro apenas o requerido para que o MPF, nas alegações finais, informe, caso eventual acordo tenha sido celebrado e não esteja sob sigilo decretado por jurisdição de hierarquia superior, o seu teor”.
Léo Pinheiro e Agenor Franklin Magalhães Medeiros eram ligados à OAS – ex-presidente e ex-executivo, respectivamente. Os dois já foram condenados pela Operação Lava Jato.
Veja a nota enviada pela defesa de Lula
"A inocência do ex-Presidente Lula foi comprovada pelo depoimento das 73 testemunhas ouvidas, no caso do tríplex, sob o compromisso de dizer a verdade. Ao arrolar novas testemunhas, o Ministério Público Federal reconheceu que não dispõe de prova da acusação formulada contra Lula.
A defesa demonstrou que, além de o tríplex não pertencer a Lula, sua proprietária, a OAS, deu o imóvel em garantia em diversas operações financeiras, conforme referências feitas pelas testemunhas ao longo das audiências.
A decisão de hoje contém erros factuais, pois todos os endereços das testemunhas complementares — inclusive para esclarecer essas operações financeiras envolvendo o tríplex — estão em um rol que pode ser encontrado nas duas últimas folhas da petição protocolada em 11.05.
A decisão também gera nulidade insanável no processo ao indeferir a realização de prova pericial 'para apurar de quem seria o imóvel 164-A, do Condomínio Solaris e ainda se o imóvel foi dado em garantia em operação financeira pela OAS Empreendimentos'. Se o Ministério Público Federal imputa — ainda que sem qualquer razão — crime que deixa vestígio material, a realização da prova pericial é obrigatória (CPP, art. 158).
Serão tomadas todas as medidas necessárias para afastar as ilegalidades presentes nessa decisão.
Cristiano Zanin Martins"
Outra ação penal
Na Justiça Federal do Paraná, Lula é réu em outra ação penal. O ex-presidente é acusado pelo MPF de receber como propina um terreno onde seria construída a nova sede do Instituto Lula e um imóvel vizinho ao apartamento do petista, em São Bernardo do Campo (SP).
De acordo com a força-tarefa da Lava Jato, esses imóveis foram comprados pela Odebrecht em troca de contratos adquiridos pela empresa na Petrobras.
Os advogados de Lula arrolaram 87 testemunhas de defesa para este processo, e o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre (RD), dispensou o ex-presidente de comparecer aos 87 depoimentos.
As audiências com testemunhas de acusação, desta ação penal, começaram em 8 de maio.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Na reta final, Enem 2017 tem 3,5 milhões de inscritos


Até as 15h desta segunda-feira (15), mais de 3 milhões de pessoas já haviam se inscrito para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), foram contabilizadas 3.532.992 inscrições.
Os candidatos podem acessar o sistema até sexta-feira, dia 19 de maio, às 23h59. A taxa subiu para R$ 82 e o boleto precisa ser pago até 24 de maio. As inscrições ocorrem somente no site www.enem.inep.gov.br/participante.
No ano passado, foram 9,2 milhões de inscritos. Em 2015, o total foi de 8,4 milhões. Vale ressaltar que as inscrições só são consideradas confirmadas após o pagamento do boleto.
Para fazer a inscrição, você precisar saber:

  • qual o endereço de acesso
  • quais os documentos necessários
  • como definir sua senha
  • como pedir atendimento especializado
  • como e quem pode solicitar a isenção


Fonte: G1
Leia Mais ››

Ação apreende 4 toneladas de produtos animal e vegetal impróprios para consumo em MS

4 toneladas de produtos de origem animal e vegetal foram apreendidos  (Foto: Polícia Civil de MS/ Divulgação)

Supermercados e açougues em Eldorado, Itaquiraí e Mundo Novo, no sul de Mato Grosso do Sul, foram alvos de uma ação contra irregularidades no armazenamento e venda de produtos perecíveis. Cerca de 4 toneladas de produtos de origem animal, vegetal e perecíveis em geral foram apreendidas, segundo divulgado pela Polícia Civil nesta segunda-feira (15).
As mercadorias apresentavam irregularidades como, por exemplo, armazenamento inadequado, temperatura inadequada, falta de registro de inspeção sanitária e abate clandestino, entre outros problemas.
A ação foi realizada pela Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo (Decon), Iagro, Vigilância Sanitária e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) entre os dias 8 e 12 de abril.
Os produtos apreendidos foram incinerados porque estavam impróprios para consumo.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Polícia de PE monta força-tarefa para investigar envenenamento de família em almoço do Dia das Mães


A Polícia Civil vai montar uma força-tarefa para investigar o possível envenenamento de nove pessoas durante o almoço de Dia das Mães, no município de Camaragibe, no Grande Recife. A ação tem como objetivo acelerar a perícia do Instituto de Criminalística (IC) e confirmar o tipo de veneno utilizado e as circunstâncias do crime. Segundo Euricélia Nogueira, delegada responsável pelo caso, diligências estão sendo realizadas para prender o suspeito e reunir as provas circunstanciais. Todas as vítimas foram levadas para unidades de saúde, mas ninguém morreu. (Veja vídeo acima)
De acordo com a corporação, a principal suspeita é de que o ex-namorado de uma das vítimas teria misturado um produto para matar ratos, conhecido como chumbinho, ao tempero colorau, que foi utilizado na preparação dos alimentos.
O crime ocorreu no bairro do Timbi, em Camaragibe. A vítima mais grave é uma mulher de 20 anos, que haveria terminado um relacionamento com o suspeito, que não aceitou a separação.
"Conversei há pouco com a perita Vanja Coelho e ela me informou que foi montada uma força-tarefa para análise do material coletado. Ela me prometeu entregar o laudo até quarta-feira. A suspeita mais forte é que tenha sido envenenamento por chumbinho, mas isso só a perícia vai poder confirmar”, declarou a delegada Euricélia.
Cinco das vítimas foram levadas à UPA da Caxangá, na Zona Oeste do Recife, sendo que três delas foram transferidas para o Hospital da Restauração (HR), na região central do Recife, e outras duas estão na UTI do Hospital Nossa Senhora do Ó, em Paulista.
Outras três vítimas foram encaminhadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Torrões, também na Zona Oeste da capital, e passaram a noite em observação. Elas não apresentaram sintomas de envenenamento e receberam alta na manhã desta segunda-feira (15).
A jovem que terminou o relacionamento com o suspeito teria preparado os alimentos, durante a noite do sábado (13). Ela passou mal logo depois, sendo levada ao HR, e continua internada em estado grave. A família não associou o caso à comida. Assim, no domingo (14), o alimento voltou a ser consumido, durante o almoço do Dia das Mães.
Ainda no sábado (13), o suspeito de praticar o crime foi à casa da família, tentando reatar o namoro. Ele pediu à jovem que colocasse créditos no celular dele. Na ausência da mulher, poderia ter acesso à cozinha da residência. A polícia encontrou vestígios de um material preto no colorau e, por isso, existe a suspeita da presença de chumbinho.
A comida provocou a morte do gato da família. O cadáver do animal vai servir como fonte de investigação e coleta de provas para o Instituto de Criminalística (IC).

Fonte: G1
Leia Mais ››

Falso pastor é condenado pela morte de casal de idosos em MT

Suspeito foi preso em um hotel pela Polícia Civil de Mato Grosso  (Foto: Divulgação/Polícia Civil de MT)

O falso pastor Josemar Ribeiro de Souza, conhecido como Carreirinha, foi condenado a 52 anos e um mês de prisão pelo roubo seguido de morte de um casal de idosos em Novo Mundo, a 791 km de Cuiabá, e por ter colocado fogo nos corpos depois. Os crimes aconteceram em abril de 2016.
A sentença é do juiz Diego Hartmann, de Guarantã do Norte. O G1 não conseguiu contato com o advogado do réu, que está preso desde junho do ano passado.
As vítimas foram Antônio Romão Serrilha e Maria Lopes Munhoz, que foram assassinados no dia 14 de abril de 2016 em um sítio. Ele enforcou os dois, depois de ter amarrado as mãos deles, e roubou uma motocicleta e um cartão bancário do idoso. Três dias depois ele voltou à propriedade rural e colocou fogo na casa.

Casal foi encontrado morto em casa incendiada em sítio de Mato Grosso (Foto: Olhar Cidade)
Casal foi encontrado morto em casa incendiada em sítio de Mato Grosso (Foto: Olhar Cidade)

Depois, foi verificado que Carreirinha fez quatro saques de R$ 1,5 mil, três transferências bancárias de R$ 3 mil e fez diversas compras usando o cartão, além de ter utilizado a motocicleta roubada.
Conforme a investigação do caso, Carreirinha se passou por falso pastor da Igreja Pentecostal para se aproximar das vítimas. Ele conquistava a confiança antes de roubá-las. Em seguida, matava os idosos enforcados e ateava fogo aos corpos para dificultar a identificação e a apuração policial.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Polícia da PB tem pelo menos 70 suspeitos de participar de fraudes em concursos e vestibulares

Onze carros foram apreendidos na Operação Gabarito, em João Pessoa (Foto: Diogo Almeida/G1)

Aproximadamente 70 pessoas já foram identificadas pela Operação Gabarito da Polícia Civil da Paraíba, como suspeitas de participação no esquema que fraudou pelo menos 70 concursos e vestibulares em vários estados brasileiros.
O número de aprovados através da venda de gabaritos passa de 500, de acordo com o levantamento da investigação até esta segunda-feira (15). Apesar dos números, a polícia identificou que não há vazamento de gabaritos por por meio de empresas organizadoras das seleções e que a atuação da quadrilha é independente.
O resultado das duas primeiras fases da Operação Gabarito foi apresentado na manhã desta segunda-feira, mas o delegado responsável pelas investigações, Lucas Sá, diz que o trabalho começou deve demorar a ser concluído. “Isso é só o começo do trabalho da polícia civil", diz.
Até a sexta-feira (13), 25 pessoas já tinham sido presas, sendo 19 no dia 7 e outras seis na sexta-feira, além de 11 veículos apreendidos e muitos documentos e equipamentos eletrônicos que estão passando por perícia. Uma quantidade não divulgada de drogas foi apreendida na casa de um casal de policiais militares que foi preso na segunda fase da operação.
O delegado disse que ainda nesta segunda devem ser emitidos pela justiça outros mandados de prisão, que devem ser cumpridos ao longo da semana pela polícia, mas Lucas Sá não deu detalhes sobre a quantidade e os alvos desses mandados.

Dois líderes ainda não foram presos
Um dos suspeitos que ainda não foi preso, um Policial Rodoviário Federal, é apontado como o terceiro em importância na quadrilha, sendo que os dois primeiros, que são irmãos, já foram presos. Ele recebia pelo menos 25% dos lucros da quadrilha. Segundo Lucas Lá, ele estava na casa onde funcionava o ‘quartel general’ da quadrilha no bairro do Altiplano no dia 7, quando teve início a operação, mas saiu do local antes dos policiais chegarem. "Mas a gente tem informação de que ele consta como aprovado em diversos concursos e aprovou também várias pessoas da família", diz. Os dois irmãos apontados como chefes da quadrilha acumulam, juntos, 29 aprovações em concursos.
Além dele, também segue procurado pela polícia o homem apontado como responsável pela logística e operação dos pontos eletrônicos. Ele foi aprovado no concurso do Detran, onde trabalha atualmente, mas fugiu quando outros membros do grupo informaram sobre as prisões no dia da primeira fase da operação. Segundo Lucas Sá, ele já tinha sido preso em flagrante por fraude em concurso em 2014.
Até esta segunda a polícia já identificou que o esquema contava com professores de matemática, raciocínio lógico, português, direito e informática, contratados para responder às provas e passar os gabaritos. Mas o grupo também oferecia uma assessoria jurídica aos 'clientes', que era acionada em casos de candidatos que pudessem ter problemas com desclassificações.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Polícia investiga envenenamento de família em almoço do Dia das Mães, no Grande Recife

UPA da Caxangá, no Recife, recebeu cinco das vítimas do possível envenenamento (Foto: Reprodução/TV Globo)

Nove pessoas de uma mesma família passaram mal, no domingo (14), com sinais de envenenamento, durante o almoço do Dia das Mães, no município de Camaragibe, no Grande Recife. Segundo a polícia, a principal suspeita é de que o ex-namorado de uma das vítimas teria misturado um produto para matar ratos, conhecido como chumbinho, ao tempero colorau, que foi utilizado na preparação dos alimentos.
Três das vítimas foram encaminhadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Torrões e cinco foram levadas à UPA da Caxangá, ambas na Zona Oeste do Recife. Uma jovem está internada no Hospital da Restauração (HR), no Derby, na área central da capital.
O crime ocorreu no bairro do Timbi, em Camaragibe. De acordo com a Polícia Civil, uma das vítimas é uma mulher de 20 anos, que haveria terminado um relacionamento com o suspeito, que não aceitou a separação.
No sábado (13), o homem foi à casa da família, tentando reatar o namoro. Ele pediu à jovem que colocasse créditos no celular dele. Na ausência da mulher, poderia ter acesso à cozinha da residência. A polícia encontrou vestígios de um material preto no colorau e, por isso, existe a suspeita da presença de chumbinho.
A jovem que terminou o relacionamento com o suspeito teria preparado os alimentos, durante a noite. Ela passou mal logo depois, sendo levada ao Hospital da Restauração (HR), na região central do Recife. A família não associou o caso à comida. Assim, no domingo (14), o alimento voltou a ser consumido, durante o almoço do Dia das Mães.
A comida provocou a morte do gato da família. O cadáver do animal vai servir como fonte de investigação e coleta de provas para o Instituto de Criminalística (IC).
Segundo a Polícia Civil, diligências estão sendo feitas para prender o suspeito, além de exames toxicológicos para confirmar o tipo de veneno utilizado no crime. Além da jovem que está no HR, cinco pessoas foram levadas à UPA da Caxangá e três delas tiveram que ser entubadas.
As três pessoas que foram levadas à UPA dos Torrões passaram a noite em observação e devem ser liberadas ainda nesta segunda-feira (15). Ainda não há informações sobre o estado de saúde das demais pessoas.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Colisão entre carreta e ônibus deixa mortos e feridos na BR-265 em Barbacena

Acidente entre ônibus e carreta deixou três mortos e 30 feridos na BR-265 em Barbacena (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Três pessoas morreram e 30 ficaram feridas após uma colisão entre um ônibus e uma carreta na BR-265, em Barbacena, no Campo das Vertentes, por volta das 16h deste domingo (14). O proprietário da Transur, José de Bessa Mansur, disse que gerentes da empresa e da companhia de seguro estão na cidade atendendo às demandas relativas ao acidente.
Os mortos foram identificados no Instituto Médico Legal (IML) de Barbacena na manhã desta segunda-feira (15) como um jovem de 29 anos, um homem de 41 e uma mulher de 46. Os três são naturais de São João del Rei. Parentes ainda não foram ao IML para as providências de liberação dos corpos.
De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMR), o motorista de 30 anos da carreta com placas de Arcos (MG), que estava carregada com cimento a granel, contou que perdeu o freio quando estava descendo o trecho de serra, não conseguiu fazer a curva e invadiu a contramão.
Ainda segundo o condutor da carreta, o motorista do ônibus, que saiu às 15h de São João del Rei com destino a Barbacena, tentou desviar, mas houve a batida na lateral. O ônibus e a carreta tombaram à margem da rodovia, na altura do Km 214.

Carreta carregada com cimento a granel atingiu lateral de ônibus na BR-265 em Barbacena (Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação)

O Corpo de Bombeiros informou que alguns passageiros ficaram presos às ferragens. Segundo a PMR, dos 38 ocupantes do ônibus, três tiveram ferimentos graves e 27 ferimentos leves. Eles foram socorridos por ambulâncias do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da Prefeitura de Barbacena para o Hospital Regional em Barbacena. O motorista da carreta não teve ferimentos.
Não foi possível apurar o estado de saúde do rapaz de 27 anos, da jovem de 26 e do idoso de 60 anos que tiveram ferimentos graves e outros três passageiros que estão no Hospital Regional. Por uma decisão institucional, a unidade, que integra a Rede da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) não divulga informações sobre pacientes desde janeiro de 2017.
De acordo com a PMR, o trânsito ficou em meia pista por cerca de quatro horas durante o atendimento e registro da ocorrência. Houve a perícia no local do acidente e os veículos foram removidos no fim da tarde de domingo. Os dois motoristas passaram pelo teste do etilômetro e ficou comprovado que eles não ingeriram bebida alcoólica.
Quando o Registro de Evento de Defesa Social (Reds) do caso for concluído, será enviado para a Delegacia de Trânsito de Barbacena, segundo a PMR.
De acordo com o proprietário da Transur, José de Bessa Mansur, o carro fazia a linha São João del Rei-Barbacena e tinha capacidade para 46 pessoas. O cobrador não conseguiu terminar o registro de todos, por isso, a empresa confirma entre 25 e 30 passageiros. O motorista, de 35 anos, já teve alta e está em casa em estado de choque, segundo ele.
"O relato que nosso gerente ouviu é que o ônibus tinha parado para o embarque de um passageiro e tinha acabado de voltar à pista quando o motorista percebeu a carreta vindo na contramão. O motorista disse que desviou para o acostamento e até para fora da pista, mas que não foi possível impedir o choque", explicou Mansur.
Segundo ele, dois gerentes de Juiz de Fora e um de Barbacena, além de representantes do seguro, estão mobilizados para o atendimento e as providências. "Uma equipe da companhia de seguro está acompanhando os feridos. Nossos gerentes também estão lá para verificar os danos e as perdas de cada um. Além disso, assinei a autorização para a funerária fazer o traslado dos corpos conforme as orientações das famílias", disse.
José Mansur explicou que, após ser periciado no local do acidente, o ônibus chegou na madrugada de segunda-feira (15) à garagem da empresa em Juiz de Fora. "O veículo deu perda total e ficará guardado à espera das orientações da polícia, para algum procedimento complementar", ressaltou.

Fonte: G1
Leia Mais ››

BNDEs negocia com Governo privatização da Potigás


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já negocia com nove Estados, entre os quais o Rio Grande do Norte (Potigás), o processo de privatização de companhias de gás, como parte do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) criado pelo Governo Federal em 2016. As negociações para a desestatização serão referendadas na próxima reunião do PPI, ainda sem data marcada, informou o banco.

Entre os Estados interessados está Pernambuco, que já entregou ao banco um pedido formal para inclusão da Copergas, distribuidora estatal de gás, no programa de concessões capitaneado pela instituição de fomento, conforme noticiado em março pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Outros oito Estados negociam inclusão no programa: Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Bahia, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Sergipe, Rio Grande do Norte e Paraíba, conforme mencionou há poucas semanas a presidente do banco, Maria Silvia, em evento no Rio.

O início das licitações para contratação dos estudos técnicos está previsto para julho deste ano.

“Impulsionado pela decisão da Petrobras de reduzir sua participação (desinvestimento) em diversos elos da cadeia do Gás Natural, o MME (Ministério de Minas e Energia) está desenvolvendo o Programa Gás para Crescer com objetivo de estabelecer um novo marco regulatório para o setor e garantir o suprimento energético promovendo maior competitividade e o desenvolvimento da indústria”, explicou o BNDES, em nota.

O BNDES lembra que um decreto publicado em 20 de abril autoriza o banco a dar suporte aos Estados para a estruturação e o desenvolvimento de projetos no setor de distribuição de gás canalizado. O programa tem como finalidade melhorar a qualidade do serviço, atrair investimentos e possibilitar a expansão da rede, argumenta o banco de fomento.

“Neste momento o BNDES está alinhando com os estados os seus objetivos e o escopo do apoio. Após essa definição o BNDES poderá iniciar o processo de contratação de consultorias especializadas. O prazo de realização dos estudos deverá ser de seis meses”, informou o banco.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

RN é 1° colocado no Nordeste em vacinação contra a gripe


O Rio Grande do Norte ocupa o 1° lugar no Nordeste em número de pessoas vacinadas na campanha contra a gripe deste ano. Os dados foram coletados pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, e colocam o Estado na primeira posição com 46,76% do público alvo já vacinado. Neste sábado (13) aconteceu o “Dia D” de mobilização contra a gripe e a campanha se estende até o próximo dia 26 de maio.

O estado de Sergipe ocupa a segunda colocação do Nordeste, com 44,62%, e Pernambuco a terceira posição com 44,00%. Neste ano a meta do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários para a vacinação, diferente dos anos anteriores em que a meta era de vacinar apenas 80% deste público. Para o RN a estimativa é vacinar 863.335 pessoas.

Na Região Metropolitana de Natal, o município que atingiu melhor número é o de Macaíba, com 58,79%, seguido por Extremoz (55,71%), Parnamirim (52,07%), São Gonçalo do Amarante (46,04%) e Natal (42,33%).

Os grupos prioritários para a vacinação da Influenza são os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. Também foram incluídos para a vacinação, neste ano, os professores das escolas públicas e privadas que estejam atuando em sala de aula.

Números da vacinação no RN:

1ª Região (São José de Mipibu) – 41,56%

2ª Região (Mossoró) – 62,76%

3ª Região (João Câmara) – 54,56%

4ª Região (Caicó) – 43,45%

5ª Região (Santa Cruz) – 38,75%

6ª Região (Pau dos Ferros) – 42,46%

7ª Região (Metropolitana) – 45,26%

8ª Região (Açu) – 45,56%

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Caminhada das mães arrecada 600 frascos para leite materno no RN


No último sábado (13), véspera do Dia das Mães, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e o Corpo de Bombeiros Militar (CBMRN) realizaram a já tradicional Caminhada da Mãe Potiguar, fazendo uma reflexão de temas envolvendo a saúde da mulher e do bebê, estimulando a amamentação em local de trabalho e a doação do leite materno aos bancos de leite do Estado.

Na ação foram arrecadados mais de 600 frascos de vidro para armazenamento do leite materno para doação, além de duas toneladas de alimentos não-perecíveis que serão doados para diversas instituições carentes do estado, através do projeto Mesa Brasil/Sesc.

A secretária de estado do trabalho, habitação e assistência social, Julianne Faria, esteve presente ao evento e falou sobre a importância do aleitamento materno. “Eu não poderia faltar a esse evento que apóia a amamentação, porque meus filhos foram beneficiados pela doação de leite materno. E se estão hoje saudáveis, foi também graças ao leite que receberam”, disse Julianne.

Os participantes saíram em caminhada do quartel do Corpo de Bombeiros em direção ao Parque das Dunas. Lá as três campeãs na doação de leite materno aos bancos de leite de Natal foram homenageadas. “É uma forma de estimular esse gesto de amor e solidariedade entre as outras mulheres”, afirmou Raissa Arruda, técnica do Programa Estadual de Aleitamento Materno da Sesap.

Edilânia Coutinho do Nascimento doou 62 litros de leite ao Banco de Leite Humano da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC); Débora Larissa Freire de Oliveira fez a doação de mais de 37 litros ao banco de leite do Hospital Santa Catarina, na zona norte de Natal e Jordana de Araújo N. de Oliveira dos Santos fez a doação de quase 15 litros ao banco de leite humano do Hospital Coronel Pedro Germano (Hospital da Polícia).

O evento contou com o apoio de diversos parceiros que promoveram ações educativas, confecção de carteiras de identidade, distribuição de kits com frutas e água mineral, além de aferição de pressão arterial, orientação dermatológica, oficinas de geração de rendas e espaço da beleza. A Sesap contou com a participação das equipes do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), Programa Qualidade de Vida no Trabalho (PQVT), Subcoordenadoria de Informação, Educação e Comunicação (Siec) e Coordenadoria de Promoção à Saúde (CPS)

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

UFRN cria dispositivo para conservação da bacia hidrográfica do Amazonas


Cientistas do Centro de Biociências (CB) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em parceria com o Wildlife Conservation Society (WCS), The Nature Conservancy, e diversos parceiros do Brasil e do Peru criaram um sistema de informações geográficas (SIG). C, uma área quase do tamanho dos Estados Unidos.

Criado com séries de variáveis ambientais e tecnologia SIG, o estudo consiste em uma nova classificação hidrológica e de bacia, assim como diversas ferramentas de análise espacial, que podem ser usadas para entender melhor e mitigar os efeitos do desmatamento e da construção de novas estradas e represas ao longo da bacia do Amazonas.

“O novo marco espacial possibilita um mapeamento dinâmico dos recursos naturais e os possíveis impactos do desenvolvimento de infraestrutura sobre eles na Amazônia, utilizando diferentes escalas. Um exemplo seria a pesca, a migração de peixes e as paisagens aquáticas distantes que sustentam esses recursos”, explica Eduardo Venticinque, professor do Departamento de Botânica e Zoologia da UFRN, autor principal do estudo.

A Amazônia é a floresta tropical mais diversa do mundo e, também, o maior sistema de água doce da terra. A região abriga o maior conjunto de paisagens aquáticas do planeta, um mosaico que inclui desde florestas sazonalmente alagadas, que cobre a maior parte das planícies de inundação, até savanas que ficam inundadas muitos meses por ano.

“Essa nova ferramenta irá possibilitar que cientistas e governantes monitorem iniciativas de desenvolvimento ao longo de toda a bacia hidrográfica amazônica e ajudará a guiar as políticas para minimizar o impacto ambiental dessas atividades”, afirma Michael Goulding, da Wildlife Conservation Society.

Para essa região existe uma série de projetos de infraestrutura já planejados, que poderiam ter um impacto significativo na hidrologia da bacia amazônica, além da fauna e flora. Os esforços atuais de conservação focam, principalmente, na criação e no fortalecimento de áreas protegidas e territórios indígenas na Amazônia, com foco menor em sistemas aquáticos.

O novo marco irá ajudar a aumentar os esforços de conservação e gerenciamento de águas e paisagens aquáticas e o importante recurso que eles proveem que inclui mais de 2.400 espécies de peixes, para promover um enfoque integrado para proteção da bacia amazônica.

Com o objetivo de criar um sistema de classificação de bacias hidrográficas, que pudesse ser utilizado para ações de conservação e monitoramento, os cientistas dividiram a bacia em diversas sub-bacias definidas por 11 ordens diferentes de rios, desde córregos diminutos até o próprio rio Amazonas. Sete níveis diferentes de bacias foram definidos, sendo o nível 1 a principal bacia amazônica, e as bacias dos grandes afluentes como o Ucayalli e Madeira como nível 2, e assim em diante.

O estudo é parte da Iniciativa Águas Amazônicas da WCS, um projeto apoiado pela parceria Science for Nature and People (SNAPP) para promover uma visão da bacia amazônica sob a perspectiva de suas águas, paisagens aquáticas, e vida silvestre.

A Iniciativa Águas Amazônicas é apoiada pela Fundação Gordon e Betty Moore, Fundação Mitsubishi Corporation para as Américas, USAID, e a Fundação John D. e Catherine T. MacArthur.

O artigo, intitulado “An explicit GIS-based river basin framework for aquatic ecosystem conservation in the Amazon,” foi publicado na mais recente edição do periódico Earth System Science Data. Os autores são: Eduardo Venticinque da UFRN; Bruce Forsberg do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia; Ronaldo B. Barthem do Museu Paraense, Emilio Goeldi; Paulo Petry da The Nature Conservancy; Laura Hess do Earth Research Institute; Armando Mercado, Carlos Cañas, Mariana Montoya, Carlos Durigan, and Michael Goulding da WCS.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Lula processa ‘Veja’ por capa sobre Dona Marisa


Os advogados de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciam que vão entrar com processo contra a revista Veja, após a publicação da capa, nesse fim de semana, com a foto da mulher de Lula, D. Marisa, e a manchete “A morte dupla”. Em seu depoimento ao juiz Moro, Lula atribui as decisões sobre o tríplex no Guarujá à ex-primeira-dama, falecida há três meses”.

Os advogados afirmam que a revista “ofende a memória de D. Marisa Leticia (…) ao veicular sua fotografia na capa e produzir conteúdo mentiroso.”

Ainda segundo a defesa, “Lula jamais ‘chegou a apontar o dedo para a mulher’ em depoimento prestado ao juízo de Curitiba no último dia 10, como afirmou de forma leviana a publicação.” Os advogados reforçam que “Lula sempre sublinhou a legalidade dos atos de D. Marisa (…), jamais tendo atribuído a ela qualquer responsabilidade pelas afirmações que constam na acusação do Ministério Público, que são manifestamente descabidas.”

Capa da ‘Veja’

Os advogados concluem: “Veja será responsabilizada judicialmente, na forma do artigo 12, parágrafo único, do Código Civil, pelo intolerável atentado à memória de D. Marisa por meio de mentiras e distorções.”

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Moro advertiu Lula sobre intimidação a autoridades


Nos 15 minutos finais do interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, feito pelo juiz federal Sérgio Moro, na quarta-feira passada, dia 10, em Curitiba, o magistrado questionou o petista sobre cinco fatos que podem caracterizar tentativa de intimidação às autoridades da Operação Lava Jato e advertiu o réu sobre a conduta “inadequada”.

São episódios de declarações públicas, em que Lula disse que poderia um dia “mandar prender” os procuradores da República que o investigam, que “lembraria dos delegados” que o conduziram de forma coercitiva, em março de 2016, que só ele poderia “brigar” com a Lava Jato, além de processos movidos contra testemunhas, investigadores e até “o próprio juiz”.

O interrogatório começou às 14h do dia 10, com um frio de 13 graus e uma leve garoa. A sede da Justiça Federal, no bairro Ahú, sitiada por um exército de policiais militares acionados para evitar protestos dos cerca de 20 mil manifestantes – a maior parte, membros do MST e de centrais sindicais – que foram a Curitiba, em defesa do petista.

Agressividade

Depois de três horas de audiência, Moro questionou Lula sobre “atitudes e informações” descritas por ele como “bastante agressivas”. “Indo para a parte final das minhas indagações, são algumas perguntas sobre a atitudes e afirmações do senhor ex-presidente no curso desse processo.”

“Senhor ex-presidente durante as investigações da Operação Lava Jato, o senhor tem efetuado afirmações bastante agressivas contra os agentes da apuração dos fatos”, afirmou o juiz, que passou a descrever os supostos atos de intimidação.

“O senhor ainda promoveu ação de indenização contra uma testemunha, o senador Delcídio do Amaral Gomes, que foi julgada improcedentes; o senhor promoveu ação de indenização contra um delegado, que ainda tramita; o senhor ex-presidente promoveu ação contra um procurador da República, que ainda tramita; o senhor ex-presidente chegou até a propor ação criminal contra mim, por supostos abusos de autoridades e por unanimidade foi reputada inviável por oito desembargadores do TRF-4.”

Ao final, Moro quis saber: “Essas iniciativas foram mesmo de sua escolha senhor ex-presidente?”

“A recomendação é que não seja respondida a indagação”, intercedeu o criminalista José Roberto Batochio, um dos quatro defensores de Lula presentes à audiência.

“O senhor, ainda que não responda, tem que dizer que não vai responder”, explicou Moro, presidente da audiência que durou quase 5 horas.

“Não vou responder doutor”, disse Lula, enquanto mexia na pasta de papeis sobre a mesa, com dados do processo, feita por sua defesa.

“O senhor ex-presidente não acha que essas medidas não podem ser interpretadas como atos de intimidação contra a atuação de agentes públicos?”, questionou Moro.

“Não vou responder, doutor”, repetiu o ex-presidente.

Moro prosseguiu, questionando sobre os fatos. “Tem um vídeo na internet de declarações do senhor ex-presidente, em 2 do 12 de 2016, consta que o senhor teria afirmado referente aos agentes envolvidos na Lava Jato, abre aspas: ‘preciso brigar com eles, porque alguém tem que reagir, alguém tem que reagir. Com muita humildade, se tem alguém que pode resistir à essa euforia e judiciária (…) sou eu, estou disposto a fazer o que é necessário'”, leu o magistrado. “O senhor ex-presidente pode esclarecer o que queria dizer com isso?”

“A recomendação segue sendo a mesma”, interpelou o advogado de defesa. “Se o senhor não quiser responder tem que dizer aqui”, voltou a dizer Moro. “Eu não vou responder, não vou responder”, confirmou Lula.

O juiz afirmou ainda que consta que “no dia que a Polícia Federal realizou sua condução coercitiva para prestar depoimento”, Lula teria dito aos policiais “que seria eleito em 2018 e lembraria de todos eles”. “O senhor afirmou isso para eles?”

Lula então respondeu: “Não sei se disse que lembraria de todos eles, sinceramente, sabe? Ahh e também não sei se eu disse que seria eleito em 2018, porque em uma eleição você tem que perguntar… é que nem mineração, só depois da apuração é que você sabe. A verdade é que eu, eu estava…”.

Moro interrompeu a resposta e quis saber: “E o senhor disse algo parecido?”

“Não, não lembro se eu disse ou não. Mas eu posso dizer agora, eu estava encerrando a minha carreira política já há tempo porque se eu queria ser candidato eu seria em 2014. Mas agora depois de tudo que está acontecendo eu estou dizendo em alto e bom som que eu vou querer ser candidato a presidente da República outra vez.”

O advogado Cristiano Zanin Martins disse que sobre o tema há um questionamento feito sobre gravações feitas pela Polícia Federal “Parece ruim utilizarem uma pergunta em um interrogatório uma gravação cuja gravação que está submetida a análise.”

Mesmo assim, o ex-presidente deu sua explicação para o fato. “Não lembro o que aconteceu, porque a reunião dentro do aeroporto de Congonhas, no meu depoimento, foi uma coisa muito tranquila. Foi uma coisa muito tranquila com a presença de deputados acompanhando, sabe? Não teve… sabe, eu sinceramente não tenho a menor noção.”

‘Mandar prender’

Em meio a uma acalorada discussão sobre alterações na Lei de Abuso de Autoridade, que tramita no Congresso, Lula declarou na semana passada que poderia mandar prender um dia os procuradores da Lava Jato, durante discurso em um evento político.

Para investigadores, a alteração na lei é patrocinada por investigados do escândalo, dentro de um “acordão” suprapartidário, que envolveria Lula e outras lideranças do PMDB e PSDB.

Moro, questionou Lula sobre as falas, e o advertiu novamente. “Na semana passada, em 5 de maio de 2017, o senhor ex-presidente prestou as seguintes declarações em evento partidários e abro aspas: ‘Se eles não me prenderem logo, quem sabe um dia eu mando prendê-los pelas mentiras que eles contam'”, disse. “O que o senhor quis dizer com esse tipo de declaração?”, questionou o juiz.

“Eu quis dizer o seguinte. A história não para com esse processo, a história um dia vai julgar se houve abuso ou não de autoridade nesse caso do comportamento, tanto da Polícia Federal quanto do Ministério Público, no meu caso.”

“E o sr. pretende mandar prender os agentes públicos?”, insistiu o magistrado.

“Como é que vou saber, nem sei se eu vou tá vivo amanhã”, esquivou-se Lula.

“Foi o que o senhor afirmou lá (no evento do PT).”

“Uma força de expressão. O dia que o sr. for candidato o sr. vai ter muita força de expressão”, disse o petista.

“Acha apropriado um ex-presidente da República dizer isso?”, seguiu Moro.

“Acho que não, acho que não”, respondeu Lula

Defesa

“Uma nova linha de ataque foi aberta contra Lula pela Lava Jato. Consiste na utilização de pessoas que há muito buscam sair da prisão ou obter benefícios desde que incluam o nome do ex-Presidente em seus depoimentos ou o envolvam em situação de obstrução à Justiça. Estas são as condições para destravar acordos de delação, confirme denúncias feitas por órgãos de imprensa”, disse o advogado Cristiano Zanin Martins, por meio de nota.

“Em seu depoimento ao Juízo de Curitiba, no dia 10, Lula rebateu as declarações de Leo Pinheiro e Renato Duque – que falaram sem o compromisso de dizer a verdade – e demonstrou que jamais praticou qualquer ato que possa ser entendido como obstrução à Justiça. A inocência de Lula está comprovada após a oitiva de diversas testemunhas, que, estas sim, depuseram sob o compromisso de dizer a verdade, além de outras fartas provas no mesmo sentido”.

“A Força Tarefa da Lava Jato contou uma mentira ao País ao acusar Lula por meio de um PowerPoint exibido em rede nacional e de peças processuais meramente especulativas. Há dois anos, a Lava Jato promove uma devassa na vida de Lula e seus familiares e nenhuma prova foi encontrada simplesmente porque eles não praticaram qualquer ato de corrupção, ao contrário do que foi afirmado pelos acusadores”, continua Zanin Martins.

“Qualquer iniciativa da Lava Jato neste momento servirá para reforçar que Lula é vítima de perseguição política por meio de procedimentos jurídicos, prática conhecida internacionalmente como ‘lawfare’ e que atenta contra o Estado Democrático de Direito, finaliza.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

PM reage em tiroteio, prende suspeitos e recupera carros roubados


Uma abordagem realizada pela Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam), nesta segunda-feira (15), culminou com a prisão de dois suspeitos de assalto e a recuperação de dois veículos roubados na cidade de Parnamirim, na Grande Natal.

Equipe da Rocam fazia um patrulhamento de rotina no bairro Jardim Planalto, quando se deparou com dois veículos com os integrantes em atitude suspeita. No momento da abordagem, os ocupantes dos carros atiraram contra os policiais, que revidaram, conseguindo prendes dois homens e balear um terceiro, que foi encaminhado para o hospital.

Os presos foram levados para a delegacia para os procedimentos cabíveis. Lá, foi constatado que os dois veículos que estavam com os suspeitos tinham registro de roubo. Também foram apreendidas duas pistolas ponto 40.

Fonte: Portal Noar
Leia Mais ››

Tentativa de assalto termina com suspeitos baleados e presos no Abolição II em Mossoró


Um assalto ocorrido por volta das 15h30min desta segunda feira 15 de maio em um estacionamento de um supermercado no Abolição II em Mossoró, terminou com dois suspeitos baleados e detidos. 

Segundo informações da PM dois adolescentes, um de 15 e outro de 16 anos, armados tomaram de assalto uma moto Biz de uma mulher e quando fugiam, foram surpreendidos por um popular que reagiu e atirou contra os menores. 

Um dos menores que fugia na moto roubada da mulher foi baleado no pescoço e ficou no local do crime, enquanto que o outro tentou fugir em outra moto também roubada, ainda conseguiu chegar a duas ruas do local do assalto, mas caiu e foi pego pela Polícia Militar. 

Duas ambulâncias do Samu foram acionadas para socorrer os suspeitos para o Hospital Regional Tarcísio Maia. Um dos suspeitos tem o estado de saúde considerado grave. 

As duas motos roubadas e arma de fogo apreendidas pela Polícia Militar, foram encaminhadas à Delegacia do Menor para os procedimentos cabíveis.


Fonte: Fim da Linha 
Leia Mais ››

Rio Grande Norte teve 22 homicídios neste fim de semana


De acordo com dados divulgados nesta segunda feira 15 de maio de 2017, pelo Observatório da Violência (OBVIO), o estado do Rio Grande do Norte, viveu mais um final de semana violento com registro de 22 homicídios. 

Com mais um fim de semana violento, o estado já atinge a marca dos 910 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) o que representa um aumento de 29,63% em relação ao mesmo período de 2016. 

Os dados absolutos demonstram 207 mortes violentas a mais que no ano passado no mesmo período. Em 2016, até o mesmo período, foram 702 CVLIs, contra 603 em 2015. 

De forma quase uniforme, oito municípios tiveram a mesma quantidade de CVLIs, 2 cada um, distribuindo entre várias áreas as mortes violentas: foram eles Caicó, Ceará-Mirim, Macaíba, Mossoró, São José do Campestre, São Paulo do Potengi e Natal (perfazendo 9,09% cada um). 

Municípios que registraram 1 CVLI (4,55% cada um) cada foram: Monte Alegre, Nísia Floresta, Parazinho, Parnamirim, Pedro Velho, São Francisco do Oeste (feminicídio), Ipanguaçu e Taipu.Os dias mais violentos foram, respectivamente, Domingo com 10 ocorrências (45,45% do total) e o Sábado com 9 CVLIs (20,91% do total), seguidos da Sexta-Feira com 3 CVLIs (13,64% no período). 

Os dias mais violentos foram, respectivamente, Domingo com 10 ocorrências (45,45% do total) e o Sábado com 9 CVLIs (20,91% do total), seguidos da Sexta-Feira com 3 CVLIs (13,64% no período).


Fonte: Fim da Linha
Leia Mais ››