RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

segunda-feira, junho 19, 2017

Com gol de Trauco no último minuto, Fla e Flu empatam no Maraca: 2 a 2


Com um gol de Trauco aos 49 minutos do segundo tempo, Flamengo e Fluminense empataram em 2 a 2 neste domingo, no Maracanã. O empate rubro-negro no fim deixou o Tricolor com um gosto amargo, depois de estar à frente do placar duas vezes. O resultado deixa o Flu na nona posição com 11 pontos. Se vencesse, entraria na zona de classificação da Libertadores. O Fla está uma posição atrás, em 10°, também com 11 pontos. Wendel, Henrique Dourado, Diego e Trauco fizeram os gols da partida. 

PANORAMA
Na próxima quarta-feira, às 21h45, o Fluminense vai até a Ressacada, em Florianópolis, para enfrentar o Avaí. Na quinta-feira, às 21h, o Flamengo recebe a Chapecoense na Ilha do Urubu.

PRIMEIRO TEMPO
O Flamengo teve mais a iniciativa das ações e encontrava espaço, especialmente pelo lado direito da defesa do Flu, para criar as jogadas. Mas faltava o último passe. Vinícius Junior e Marcio Araújo tentaram, mas não finalizaram bem. A aposta tricolor era nos contra-ataques em velocidade, e Wendel desde o início se apresentou como maior ameaça ao Fla. Na primeira chance que teve, o volante aproveitou uma saída de bola errada do adversário, tabelou com Scarpa e chutou, mas Thiago fez boa defesa. Na segunda oportunidade, não perdoou. Aos 36 minutos, a zaga do Fla parou, Scarpa deu ótimo passe, e Wendel, de cara para o gol, pegou o próprio rebote de uma finalização na trave e mandou para a rede: 1 a 0. Com Guerrero bem marcado e nervoso - fez seis faltas na primeira etapa -, o Fla tinha dificuldades para criar chances claras. Os rubro-negros reclamaram muito em um lance que Rodinei entrou na área e teve o braço puxado por Scarpa, mas o árbitro mandou o lance seguir.


SEGUNDO TEMPO
O Fla voltou do vestiário com Berrío e Arão nos lugares de Vinicius Junior e Marcio Araújo. A pressão surtiu efeito, e aos nove minutos o Rubro-Negro empatou. Após lance confuso na área, Everton chutou, a bola voltou para Guerrero, que também finalizou. No rebote, Diego chutou rasteiro e marcou: 1 a 1. Os tricolores reclamaram que Everton estava impedido no lançamento para o primeiro chute. Berrío em linda jogada individual ficou de cara com o goleiro tricolor, mas perdeu a oportunidade clara. O Flu manteve a estratégia de explorar os contra-ataques e se deu bem mais uma vez a partir de um lançamento de Scarpa. Richarlison recebeu na frente e caiu na área, marcado por Juan. Henrique Dourado cobrou no canto direito marcou: 2 a 1. O Fla fez nova pressão nos minutos finais, já com Conca em campo, e conseguiu impedir a derrota aos 49 minutos do segundo tempo. Trauco mandou uma bomba no canto esquerdo do goleiro Julio Cesar e decretou o empate no Fla-Flu: 2 a 2.


POLÊMICAS NA ARBITRAGEM
O Fla-Flu teve lances polêmicos. Os rubro-negros reclamaram da não marcação de um pênalti após puxão de Scarpa em Rodinei. O lateral, no entanto, estava fora da área. No primeiro gol do Fla, os tricolores reclamaram do posicionamento de Everton na hora da primeira finalização, na origem do lance. E o pênalti em Richarlison, que gerou o segundo gol do Flu, também foi duvidoso (veja o lance no vídeo). Conca, que entrou no segundo tempo, deu entrada dura em Orejuela e tirou o tricolor do jogo, mas recebeu apenas cartão amarelo. Fato curioso foi a substituição do árbitro Vinícius Gonçalves Dias de Araújo após sentir um problema na coxa. Flávio Rodrigues de Souza, assistente adicional 1, passou a comandar o clássico.

TRAUCO, O SALVADOR RUBRO-NEGRO
Se Guerrero teve um Fla-Flu para ser esquecido, com muito mais erros do que acertos, dez faltas cometidas e um cartão amarelo recebido, o outro peruano do elenco rubro-negro foi o herói da noite. Aos 49 minutos, Trauco, que até então tinha uma exibição discreta, acertou um lindo chute de longe e mandou no cantinho. Belo gol e mais alívio para o Fla.

SCARPA CERTEIRO
O camisa 10 não teve uma atuação exuberante como a torcida tricolor se acostumou a ver nos últimos anos, mas Scarpa foi decisivo no Fla-Flu. Dos seus pés saíram os dois lançamentos que originaram os dois gols tricolores. Primeiro, achou Wendel sozinho de cara para o goleiro. Depois, deu ótimo passe na velocidade para Richarlison, que sofreu o pênalti convertido por Henrique Dourado. O Ceifador é o artilheiro do Brasileiro com oito gols. 

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!