RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

segunda-feira, novembro 20, 2017

FPM: Municípios recebem mais de R$ 602 milhões

Nesta segunda-feira, 20 de novembro, os Municípios receberam o repasse do segundo decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O montante transferido será de R$ 602.119.486,82, já descontada a dedução do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que, em valores brutos, isto é, incluindo a dedução do Fundeb, o valor é de R$ 752.649.358,53.

De acordo com um levantamento feito com base em repasses anteriores do FPM, o segundo decêndio de novembro de 2017, comparado com mesmo período de 2016, apresentou queda de 7,23% em termos nominais, ou seja, levando em conta os valores sem considerar os efeitos da inflação. Por sua vez, o montante apresenta crescimento de 3,54% em comparação ao ano anterior quando são somados os dois decêndios.

Já o valor real do repasse do segundo decêndio de novembro em relação ao mesmo decêndio de 2016 representa queda de 9,51% quando são consideradas as consequências da inflação. Entretanto, o acumulado dos dois decêndios apontou crescimento de 1% em relação ao ano anterior.

Acumulado neste ano

A CNM contabiliza que o montante do FPM repassado ao longo de 2017 até o segundo decêndio de novembro totaliza R$ 80,419 bilhões. Isso significa aumento de 9,48% em relação ao montante transferido aos Municípios no mesmo período do ano anterior, sem considerar os efeitos da inflação. A entidade ressalta que no montante é levado em consideração o repasse de R$ 3,999 bilhões referente ao 1% de julho e previsto na Emenda Constitucional 84/2014. O valor total, quando levado em conta os efeitos da inflação, apresenta crescimento de 5,73% do Fundo acumulado em 2017 em relação ao mesmo período do ano anterior.

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) estima um crescimento de 13,6% no acumulado de novembro em relação a novembro do ano passado. No entanto, o aumento foi de apenas 3,54% até o segundo decêndio desse período. Diante disso, a CNM recomenda cautela aos gestores e pede atenção ao gerir os recursos municipais, pois o cenário político e econômico brasileiro ainda é incerto. Confira aqui a íntegra da Nota do FPM com os valores repassados.

Fonte: CNM
Leia Mais ››

Temer destaca importância do combate ao preconceito

No Dia da Consciência Negra, o presidente Michel Temer usou sua conta no Twitter para destacar a importância do respeito à diversidade e do combate ao preconceito.

“Aproveito a celebração do #DiaDaConsciênciaNegra para convocar todos os brasileiros para a construção de um Brasil harmônico, baseado no respeito à diversidade. Queremos um País sem ódio, sem preconceitos. Hoje é dia de desejar que todos tenham paz em seu coração”, escreveu Temer.

O dia 20 de novembro foi escolhido para lembrar a morte de Zumbi dos Palmares, uma das principais lideranças negras da história do país. O nome faz referência ao Quilombo dos Palmares, maior espaço de resistência de escravos durante mais de um século no período colonial (1597-1704). A região que acolhia o núcleo do quilombo, Serra da Barriga, em Alagoas, recebeu neste mês o título de patrimônio cultural do Mercosul.

Fonte: Agência Brasil
Leia Mais ››

Intercâmbio despenca com fim do Ciência sem Fronteiras

O número de intercâmbios entre alunos de graduação das universidades públicas brasileiras despencou com o fim do programa Ciência sem Fronteiras, do governo federal. Sem a ajuda do Ministério da Educação (MEC) desde julho de 2016 e em meio à crise econômica, as instituições de ensino federais e estaduais reduziram em até 99% o número de alunos enviados ao exterior até o ano passado. Para especialistas, esse dado representa não só uma perda de experiência acadêmica para os estudantes, mas também um prejuízo para a formação científica no País.

O Estado analisou dados de 17 instituições de ensino superior público – 30 universidades de todas as regiões do País foram procuradas pela reportagem, mas nem todas responderam. Entre as instituições analisadas estão as três estaduais paulistas, Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista (Unesp) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), além de outras 14 federais, de um total de 64. Todos os documentos foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação enviados por cada uma das instituições.

Um dos casos mais dramáticos está na Universidade Federal do ABC, do Estado de São Paulo, onde só três bolsas foram concedidas no ano passado, ante 551 em 2014, auge do Ciência sem Fronteiras – uma queda de 99,4%. A universidade diz que, sem o respaldo do governo federal, viabilizar intercâmbio tem sido “um desafio”, mas que tem buscado aumentar a quantidade de convênios internacionais ao longo dos anos – atualmente há 18, em 10 países diferentes, segundo a instituição.

Sonho. Aluno de Engenharia de Gestão na UFABC, João Coelho, de 22 anos, ingressou na universidade em 2014 com o sonho de estudar no exterior. “Víamos muita gente indo e, logo que entrei, comecei a participar dos processos de preparação”, conta. Coelho chegou até a prestar o TOEFL, exame de proficiência de língua inglesa cuja inscrição custou cerca de R$ 800. “Nesse tempo de preparação acabou tendo o corte e o sonho ficou para trás”, diz o estudante, que pretendia ir a Dublin, na Irlanda, em 2016.

Para ele, o fim do programa não é apenas uma perda para os alunos, mas também para o País. “Quem viaja traz muita coisa para que possamos aplicar aqui, desenvolver a ciência e a tecnologia no Brasil.”

Perdas e ganhos. Desde a sua criação, em 2011, o Ciência sem Fronteiras dividiu a opinião de especialistas. O programa era alvo de críticas pela falta de acompanhamento acadêmico aos estudantes e por ter pouco impacto científico, mas também era visto como uma oportunidade de compartilhar conhecimento, contribuir para o repertório científico do País e enriquecer o sistema educacional.

“O Ciência sem Fronteiras é uma faca de dois gumes. Por um lado, o Brasil apareceu pela primeira vez no cenário internacional. Por outro, teve um custo altíssimo, entre R$ 12 bilhões e R$ 15 bilhões e, até hoje, não se sabe exatamente qual foi o objetivo do programa”, diz o especialista em internacionalização do ensino superior Leandro Tessler, da Unicamp. Para ele, é importante que as universidades tenham algum tipo de oferta de internacionalização na graduação, mas com maior diálogo com os setores de cada uma delas e tentando trazer mais alunos estrangeiros para o Brasil.

O alto custo do programa também foi um dos principais argumentos do Ministério da Educação para encerrá-lo. Quando anunciou seu fim, em julho de 2016, o ministro da Educação Mendonça Filho (DEM) afirmou que, em 2015, o programa custou R$ 3,7 bilhões, para atender 35 mil bolsistas. De acordo com a pasta, esse mesmo valor foi usado para atender 39 milhões de alunos no programa federal de merenda escolar.

Para o vice-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Carlos Roberto Cury, a redução das bolsas ofertadas para alunos de universidades públicas é um desfecho “cruel” da crise econômica no País. “A ciência perdeu a circulação de cérebros, o compartilhamento de conhecimentos e descobertas que havia com os intercâmbios. Porque os alunos da graduação se tornarão os futuros pesquisadores, o prejuízo na formação deles impacta na ciência”, diz. Ele avalia, porém, que um dos problemas do programa foi na seleção dos alunos, que deveria ter ficado sob responsabilidade das universidades.

Bolsas privadas. Bolsas internacionais privadas, como o Santander Universidades, também registraram uma redução neste ano – foram 1.191 internacionais, ante 1.416 no ano passado. Mas o banco promete ampliar a oferta para 1.501 em 2018. “Programas de bolsas passaram por uma reformulação, e adotando um posicionamento focado em 3 pilares: formação, emprego e empreendedorismo”, diz, em nota. O banco apontou ainda que, nos últimos dois anos, concedeu mais de 1.900 bolsas para universidades públicas e, nos últimos cinco anos, 14.743 (incluindo bolsas nacionais).

MEC quer focar em ensino médio e pós-graduação

Em nota, o Ministério da Educação (MEC) informou que irá elaborar um estudo para viabilizar o envio de alunos do ensino médio para estudar no exterior. A pasta afirmou ainda que, em 2016, gastou R$ 1,7 bilhão para regularizar auxílios

que estavam atrasados a 19,3 mil bolsistas. Disse também que, agora, o foco do Ciência sem Fronteiras é na pós-graduação.

“Na semana passada, a CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) divulgou o edital do programa CAPES/PrInt, que terá R$ 300 milhões anuais para apoio a Projetos Institucionais de Internacionalização. No total, serão selecionados até 40 projetos.”Segundo o MEC, os projetos selecionados receberão recursos para missões de trabalho no exterior, bolsas no Brasil e no exterior e outras ações de custeio aprovadas pela CAPES. Procurada, a USP não quis se manifestar. A Unicamp culpou o fim do Ciências sem Fronteiras pela queda nas bolsas e a “deterioração das condições econômicas” no País. Disse ainda que tem se empenhado em desenvolver e aprimorar as condições que viabilizem o intercâmbio internacional, adequando processos acadêmicos e facilitando a emissão de documentos em inglês. Já a Unesp informou que os altos custos e o fim do Ciência sem Fronteiras foram os causadores do problema.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Maia quer votar reforma da Previdência no dia 6

O governo e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acertaram tentar votar a reforma da Previdência no plenário da Casa na primeira semana de dezembro. O calendário foi discutido em duas reuniões na residência de Maia em Brasília neste domingo, 19, um dia após o presidente Michel Temer decidir nomear o deputado Alexandre Baldy (sem partido-GO), um dos principais aliados do parlamentar fluminense, para o Ministério das Cidades.

Maia recebeu incialmente Temer, ministros da área política e líderes da base aliada em almoço que se estendeu até o final da tarde. Em seguida, foi a vez do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, se reunir por 40 minutos com o presidente da Câmara para discutir a votação da reforma da Previdência e outros projetos da agenda econômica, entre eles, o que altera as regras do Cadastro Positivo.

“O Rodrigo sugeriu votarmos a Previdência na primeira semana de dezembro, provavelmente no dia 6”, afirmou ao Estadão/Broadcast o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), um dos presentes no almoço.

Como a reforma está sendo analisada por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), ela precisa passar por duas votações no plenário da Câmara e, para ser aprovada, tem de ter votos de pelo menos 308 dos 513 deputados.

De acordo com Rossi, o texto final da reforma será discutido durante jantar de Temer com parlamentares da base aliada na próxima quarta-feira, 22, no Palácio do Alvorada, residência oficial da Presidência da República. Antes disso, nesta terça-feira Maia deve fazer uma reunião apenas com os líderes de partidos da base aliada para discutir que pontos do texto da reforma deverão permanecer ou não.
Clima

Embora sem votos ainda para aprovar as mudanças na Previdência, a avaliação nas reuniões foi de que o ambiente melhorou com as articulações para a reforma ministerial. As mudanças prestigiaram principalmente Maia, entre elas, a escolha de Baldy para Cidades, que também contou com apoio do PMDB e de partidos do chamado Centrão.

Meirelles voltou a enfatizar no encontro a necessidade de que a proposta não seja desfigurada a ponto do ganho nas contas públicas ficar muito reduzido. O ministro que manter uma economia acima de 50% daquela que se esperava com a proposta original. Mas os servidores fazem grande pressão para não serem alcançados com as mudanças, que pode ficar reduzida praticamente na fixação de uma idade mínima para aposentadoria e regras de transição.

O relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), que ainda não havia retornado ontem de viagem oficial à Alemanha, vai apresentar esta semana uma proposta de emenda aglutinativa ao seu substitutivo já aprovado na comissão especial.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

ABC derrota Oeste e deixa lanterna da Série B

No último compromisso do ano no Frasqueirão, o Mais Querido fez o dever de casa e derrotou a equipe do Oeste/SP pelo placar de 2 a 0. Os gols da vitória foram marcados pelo lateral esquerdo Eltinho (1º tempo), que balançou as redes pela primeira vez pelo Alvinegro, e pelo atacante Matheus (2º tempo).

Com o resultado, o Clube do Povo chegou aos 34 pontos e agora ocupa a 18ª colocação na classificação da Série B.

O Mais Querido agora se prepara para o último compromisso na Série B 2017, marcado para o próximo sábado (25), contra o Ceará/CE, às 16h30 (Horário de Natal), em Fortaleza (CE), no Estádio Castelão.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Ter um cão diminui risco de doenças cardiovasculares, diz estudo

Um estudo da universidade sueca Uppsala publicado online nesta sexta-feira, 17, na revista científica Nature, conclui que ter um cão pode reduzir o risco principalmente de doenças cardiovasculares, mas também outros problemas de saúde. Isso porque eles dão apoio e motivação para a prática de exercícios físicos, explica o estudo. Portanto, não é surpresa que as raças consideradas de caça foram as que mais reduziram o risco de doenças do coração para os donos.

Apesar de os pontos positivos serem observados na população em geral, os solteiros parecem ser ainda mais beneficiados pelos cães em casa. Para eles, assim como para os idosos, ter um pet não aumenta apenas a frequência de prática de atividades físicas, mas também alivia a sensação de isolamento social.

Os pesquisadores responsáveis pelo estudo reconhecem que diversas pesquisas já haviam mostrado possíveis correlações entre ter um cão e ser mais saudável, mas afirmam que sempre houve limitações nas descobertas. Esta pesquisa, por outro lado, analisou dados de mais de 3,4 milhões de suecos durante 12 anos

Para selecionar os participantes, houve o cuidado de excluir a parte da população com menor risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Portanto, a faixa. de idade dos participantes era de 40 a 80 anos completos em 2001. Mesmo entre eles, alguns precisaram ser excluídos da pesquisa por diversos fatores, como falta de informação no sistema médico do país ou os que haviam passado por certas cirurgias no coração.

Um facilitador para o estudo foi o sistema de identificação de cães na Suécia. Desde 2001, todos os cachorros têm um identificador único, que pode ser uma tatuagem na orelha ou um chip subcutâneo, registrado no Conselho de Agricultura do país. As informações sobre os pets foram cruzadas com os dados sobre as causas de morte dos indivíduos.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Policial civil que trocou tiros com capitão da PM em Natal é preso por tentativa de homicídio

O policial civil que trocou tiros com um capitão da Polícia Militar na noite do sábado (18) após se envolver em uma briga de bar na Zona Sul de Natal está preso e vai responder por tentativa de homicídio. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (20) durante uma coletiva de imprensa.

Armas do capitão da PM e do policial civil foram apreendidas após o tiroteio (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Armas do capitão da PM e do policial civil foram apreendidas após o tiroteio (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O tiroteio aconteceu na Av. Xavier da Silveira, no conjunto Morro Branco, e terminou com os dois baleados e socorridos ao hospital.
Capitão da PM, Andrey Jackson foi atingido no pescoço, no braço e no abdômen, mas não corre risco de morte. Já o agente Adorian Silva, foi ferido com dois tiros no peito, ocasionando uma hemorragia no pulmão. Ele foi submetido a uma segunda cirurgia na noite do domingo (19) e seu estado de saúde ainda é considerado grave.
Investigação
A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) é quem está a frente da investigação. "A Polícia Civil deixa claro que este fato é um caso isolado, trata-se de uma fatalidade que envolveu dois servidores da segurança pública. Desde o momento em que a instituição tomou ciência do fato, não olvidamos esforços para enviar equipes ao local do crime. Policiais civis conseguiram colher depoimentos de testemunhas e do capitão da Polícia Militar, momentos após o ocorrido. A comissão da DHPP está empenhada em elucidar o caso e descobrir toda a dinâmica e qual a participação de cada um dos policiais no ocorrido. Diante das primeiras constatações, o policial civil teve a sua prisão em flagrante decretada pelo crime de tentativa de homicídio”, detalhou o delegado-geral Correia Júnior.

Já a assessoria de comunicação da PM, disse que vai aguardar a conclusão da investigação criminal da DHPP para decidir se abre ou não algum procedimento administrativo contra o capitão.
A briga
O capitão da PM e o policial civil trocaram tiros em frente a um bar localizado na rua Xavier da Silveira, no conjunto Morro Branco, bairro de Nova Descoberta. Segundo testemunhas, foi após uma confusão iniciada dentro do estabelecimento. Feridos, os dois foram socorridos para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho.
Policiais do 5º Batalhão da PM, que atenderam a ocorrência, não souberam dizer o que motivou o tiroteio, mas ele teria começado a partir de uma briga envolvendo uma terceira pessoa.
As armas dos dois policiais foram apreendidas pela Polícia Civil, que já ouviu a versão do capitão da PM. As informações preliminares dão conta que os dois haviam se desentendido em outro lugar e o capitão parou para lanchar no bar, onde o policial civil já teria chegado atirando. Os investigadores ainda vão pegar o depoimento do policial civil, quando ele estiver mais estável.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Turista de Minas Gerais morre afogado na praia de Ponta Negra, em Natal

Turista morreu após se afogar na praia de Ponta Negra, em Natal (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)Um turista de Minas Gerais, que passava férias no Rio Grande do Norte, morreu afogado na manhã desta segunda-feira (20) na praia de Ponta Negra, principal cartão-postal de Natal. Equipes médicas ainda tentaram reanimá-lo, mas não conseguiram. Não havia guarda-vidas do Corpo de Bombeiros no local.
O afogamento aconteceu por volta das 10h, em frente ao Astral Sucos. O primeiro a tentar salvar o turista foi um surfista, que o retirou da água. Socorristas de uma ambulância de suporte básico também tentaram reanimar o homem, mas em razão da gravidade chamaram uma segunda ambulância, dessa vez de suporte avançado. Uma nova tentativa de reanimação foi feita, mas também não houve sucesso.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Carro invade padaria na Grande Natal e por pouco não atinge quatro pessoas

Foi por muito pouco. Uma questão de segundos, e até mesmo de centímetros, pelo menos quatro pessoas escaparam de ser atingidas por um carro desgovernado que invadiu uma padaria no final da tarde deste domingo (19) no bairro Rosa dos Ventos, em Parnamirim, cidade da Grande Natal. Uma das câmeras de vigilância registrou a cena.
Pelas imagens, é possível ver que a primeira a escapar foi uma mulher. Ela abre a porta do carro dela e, no instante em que se preparava para descer, é surpreendida com o veículo que chega muito rápido, arranca a porta e arrebenta com a parede da padaria.
Quase que no mesmo momento, pelo mesmo local onde passou o carro, um homem havia acabado de entrar a pé na padaria. Na sequência, o susto foi de um casal que estava sentado à mesa, já dentro da padaria, e que também por muito pouco não foi atropelado.
Dois homens estavam no carro que invadiu a padaria. Segundo o dono do estabelecimento, ambos tinham sinal de embriaguez, mas eles arcaram com o todo o prejuízo causado. Eles também pagaram pela porta do carro da mulher.

Acidente impressiona pela sorte que as quatro pessoas tiveram. Ninguém ficou ferido (Foto: Reprodução do vídeo cedido pela padaria)
Acidente impressiona pela sorte que as quatro pessoas tiveram. Ninguém ficou ferido (Foto: Reprodução do vídeo cedido pela padaria)

Fonte: G1
Leia Mais ››

Jovem de 19 anos sofre tentativa de homicídio no Planalto 13 de Maio

Um jovem de 19 anos identificado como Antônio Eduardo Silva Araújo foi baleado no pescoço em tentativa de homicídio ocorrida por volta das 02h30min desta madrugada de segunda feira 20 de novembro na Planalto 13 de Maio em Mossoró.  De acordo com PM que atendeu a ocorrência, a vítima chegava em casa na Rua Pedro Paraguai quando foi surpreendido por dois homens e uma moto que chegaram e atiraram Antônio Eduardo.  Uma equipe do SAMU foi acionada e socorreu a vítima para o Hospital Regional Tarcísio Maia e segundo os socorristas o estado de saúde do jovem é grave. Não há informações sobre a motivação do atentado

Fonte: Fim da Linha
Leia Mais ››

Divisão de Homicídios investiga troca de tiros entre capitão da PM e policial civil em Natal

Armas de capitão da PM e de policial civil foram apreendidas após o tiroteio (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
A Polícia Civil informou que a troca de tiros entre o capitão da Polícia Militar Andrey Jackson e o policial civil Adorian Silva, fato ocorrido na noite deste sábado (18) após uma desavença em um bar na Zona Sul de Natal, será investigada em caráter especial pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Em meio ao tiroteio, ambos foram baleados.
O Delegado Geral da Polícia Civil, Correia Júnior, foi quem decidiu designar a investigação para a DHPP. "Algumas testemunhas já foram ouvidas, e outras serão chamadas pela Polícia Civil para depor durante esta semana no intuito de esclarecimento dos fatos", acrescentou em nota divulgada à imprensa.
Já a assessoria de comunicação da PM, disse que vai aguardar a conclusão da investigação criminal da DHPP para decidir se abre ou não algum procedimento administrativo contra o capitão.
A briga
O capitão da PM e o policial civil trocaram tiros em frente a um bar localizado na rua Xavier da Silveira, no conjunto Morro Branco. Segundo testemunhas, foi após uma confusão iniciada dentro do estabelecimento. Feridos, os dois foram socorridos para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho.
Policiais do 5º Batalhão da PM, que atenderam a ocorrência, não souberam dizer o que motivou o tiroteio, mas ele teria começado a partir de uma briga envolvendo uma terceira pessoa. O capitão foi atingido no pescoço, no braço, e no abdômen, mas não corre risco de morte. Já o agente da Polícia Civil, foi ferido com dois tiros no peito, ocasionando uma hemorragia no pulmão, e foi submetido a uma segunda cirurgia na noite deste domingo (19).
As armas dos dois policiais foram apreendidas pela Polícia Civil, que já ouviu a versão do capitão da PM. As informações preliminares dão conta que os dois haviam se desentendido em outro lugar e o capitão parou para lanchar no bar, onde o policial civil já teria chegado atirando. Os investigadores ainda vão pegar o depoimento do policial civil, quando ele estiver mais estável.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Homem é preso pela PM após desferir golpe de foice na mãe em Campo Grande, RN

A Polícia Militar do município de Campo Grande, no interior do Rio Grande do Norte, atendeu uma ocorrência policial de violência doméstica por volta das 12h, deste domingo, dia 19, no Alto da Esperança.

Segundo informações repassadas pela Polícia Militar (PM), a reportagem do site Icém Caraúbas, um homem identificado como Antônio José Oliveira, de 25 anos, estava em uma residência na Rua Ovídio Vale, e após discursão entrou em luta corporal com o irmão identificado como Antônio Josenilson de Oliveira, de 22 anos, a mãe tentou intervir e foi atingida no braço com um golpe de foice.

Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e prendeu em flagrante o acusado que foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Patu, onde foi autuado em flagrante na Lei Maria da penha.



Fonte: Icém Caraúbas
Leia Mais ››

Polícia Militar age rápido e prende homem após furtar moto em Apodi, RN

O roubo foi registrado na madrugada deste domingo, 19 de novembro, no Calçadão da Lagoa do Apodi, no Oeste do Rio Grande do Norte. O veículo é de um funcionário de uma das Churrascarias do Calçadão.

Após o roubo, a Polícia Militar foi acionada e uma guarnição composta pelo Sgt. Xavier, Cb. Túlio, Cb. Neto recebeu as informações que um funcionário de uma churrascaria que funciona no calçadão da Lagoa do Apodi teria tido sua Honda NXR160 Bros, de placa (OWE-3714) furtada no seu local de trabalho.

De imediato, os PMs realizaram diligências e conseguiram prender o ex presidiário George Ferreira Lima, de 37 anos, em sua residência no Distrito de Soledade. A princípio ele negou, mas a polícia realizou busca e encontro a motocicleta escondida.

A moto e o elemento foram levados para a Delegacia de polícia Civil de Apodi. A moto passará pelos procedimentos cabíveis para posteriormente ser entregue ao seu dono. George, que já foi preso no estado do Ceará pela prática de roubo(assalto), foi pego novamente pela mesma prática e responderá por mais um crime na justiça.


Fonte: Icém Caraúbas
Leia Mais ››

Homem é morto a tiros em posto de combustíveis na RN 117 em Caraúbas, RN

Um homem de 28 anos foi morto a tiros no início da madrugada deste domingo (19), no Posto de Combustível, que fica as margens da RN 117 em Caraúbas, na região Oeste do Rio Grande do Norte. O corpo da vítima foi encontrado próximo de umas motocicletas.

Segundo a Polícia Militar (PM), o homem identificado como Antônio Alexandre Arruda Henrique, 28 anos, conhecido como “Peixinho” estava no Posto Caraubense por volta das 1h07, quando foi surpreendido por um ou mais criminosos que efeituaram vários disparos de arma de fogo contra a vítima que morre no local.

O atirador fugiu com destino ignorado. A Polícia Militar foi acionada e chegando no local do crime ninguém sob, ou quiseram dar algumas informações como foi o crime, a lei do silencio impera e nenhum informações foi repassada. A polícia realizou diligencias e até o fechamento da matéria do Icém Caraúbas, nenhum criminoso teria sido preso e muito menos identificado.

A polícia isolou o local e equipe técnica do Instituto Técnico-científico de Perícia (ITEP) realizou a remoção do corpo para sede do órgão em Mossoró. O crime será investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Caraúbas.

Fonte: Icém Caraúbas
Leia Mais ››

Perseguição e morte na Ponte Newton Navarro

Policiais Militares perseguiam um suspeito que dirigia um veículo de cor preta. Nas proximidades da Ponte Newton Navarro, em Brasília Teimosa.

O motorista do veículo na tentativa de fugir da polícia colidiu com outros veículos. O impacto foi tão grande que ele morreu na hora.

A perseguição e morte aconteceu na noite deste sábado (18)

Fonte: Portal BO
Leia Mais ››

Itep conclui identificação criminal dos presos

O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (ITEP-RN) está dando prosseguimento ao trabalho de identificação criminal nas unidades prisionais do Estado. Na última semana, o órgão concluiu o trabalho na Penitenciária Estadual do Seridó, mais conhecida como Pereirão, localizada no município de Caicó.

A identificação criminal dos presos está sendo realizada através do sistema AFIS (Automated Fingerprint Identification System) e tem o objetivo de identificar e individualizar os apenados.

O trabalho tem sido realizado pelos papiloscopistas do Instituto de Identificação (II), que realizam a individualização dos suspeitos através da comparação de impressões digitais, que é confrontada diretamente com um banco de dados da Polícia Federal.

Antes do presídio de Caicó, este trabalho já foi realizado na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior unidade prisional do Estado, onde cerca de 1.300 presos foram identificados. Na Penitenciária do Seridó, o trabalho foi concluído com a identificação de aproximadamente 300 detentos.

Segundo a subcoordenadora do II, Luciana Lima, a utilização do AFIS é fundamental para identificar e individualizar os suspeitos, a fim de colaborar com a persecução penal na resolução de crimes e manter atualizado o banco de dados, contribuindo com a troca de informações entre os setores de segurança do RN e de outros estados da federação.

Na medida em que individualiza e identifica os suspeitos, esta plataforma também se torna um grande aliado das polícias no combate à criminalidade em todo o país.

Do manual ao informatizado

Até então o banco de dados criminal do ITEP era atualizado manualmente e continha a identificação criminal de aproximadamente 7 mil suspeitos, mas com o funcionamento do AFIS será possível atualizar os Boletins de Identificação Criminal (BIC) e tornar todo o processo mais célere.

Com esta informatização, o instituto irá ceder informações criminais de suspeitos que constam no seu banco dados.

com informações da assessoria do Itep

Fonte: Portal BO
Leia Mais ››

Dois jovens são executados dentro de casa em Extremoz

Dois jovens foram executados dentro de casa, na madrugada deste sábado (18), na rua Rio Nilo, na cidade de Extremoz, região metropolitana de Natal. As vítimas foram identificadas como João Paulo Muradas Santos e Michel Batista da Silva. Nenhum suspeito foi localizado.

De acordo com o registro da Polícia Militar as vítimas foram surpreendidas por cerca de quatro homens que chegaram em um carro, armados com pistolas e escopetas. Os criminosos entraram na residncia arrombando a porta e atiraram diversas vezes atingindo principalmente a cabeça das vítimas que morreram na hora.

As razões para o duplo homicídio serão investigadas pela Polícia Civil da cidade de Extremoz. Uma das linhas a serem investigadas é a de acerto de contas.

Fonte: Portal BO
Leia Mais ››

Polícia descobre refinaria de drogas no Alecrim

Policiais militares da Força Tática do 1° Batalhão descobriram uma refinaria de drogas, no final da tarde desta sexta-feira (17), em uma residência, na rua Artur Bernardes, no bairro do Alecrim, zona Leste de Natal. Entorpecentes em grande quantidade como, maconha, cocaína e crack estavam escondidos na residência onde também foi encontrada duas armas de fogo, munições e uma prensa.

De acordo com o Sargento Geraldo Silva uma denúncia anônima levou a equipe até o endereço por volta das 17h, os policiais já sabiam que poderiam encontrar muito material e possivelmente uma reação. "Estávamos preparados para encontrar até mais drogas, visto que a informação nos passada dizia isso, mas estamos satisfeitos por desmantelar um grande laboratório e de dar um prejuízo considerável aos traficantes", disse.

Ao todo foram cerca de sete quilos de cocaína, oito quilos de maconha, duzentos gramas de crack, além de uma escopeta calibre 12, um revólver calibre 38 com cinco janelas, duas balanças de precisão e uma prensa usada para montar tabletes daa drogas. Material para acondicionar os entorpecentes, como sacos plásticos também estava entre o material. Na ocasião ninguém foi encontrado na casa.

Fonte: Portal BO
Leia Mais ››

Capitão da PM e policial civil trocam tiros durante briga de bar na Zona Sul de Natal

Armas de capitão da PM e de policial civil foram apreendidas após tiroteio entre os dois, em Natal (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Uma briga acabou com dois policiais baleados na Zona Sul de Natal, durante a noite deste sábado (18). Um capitão da Polícia Militar e um agente da Polícia Civil trocaram tiros em frente a um bar localizado na rua Xavier da Silveira, no Conjunto Morro Branco, após uma confusão iniciada dentro do estabelecimento. Os dois foram socorridos ao Pronto Socorro Clóvis Sarinho, na Zona Leste.
Segundo o 5º Batalhão da Polícia Militar, ainda não se sabe o motivo do tiroteio, mas ele teria começado a partir de uma briga envolvendo uma terceira pessoa. Os policiais envolvidos foram identificados como o capitão PM Andrey Jackson e o agente da Polícia Civil Adorian Silva.
De acordo com a PM, o capitão foi atingido no pescoço, no braço e no abdômen, mas não corre risco de morte. Já o agente foi ferido com tiros no peito e tem um quadro médico mais delicado.
As armas dos dois policiais foram apreendidas pela Polícia Civil, que já ouviu a versão do capitão da PM. As informações preliminares dão conta que os dois haviam se desentendido em outro lugar e o capitão parou para lanchar no bar, onde o policial civil já teria chegado atirando. Os investigadores ainda vão pegar o depoimento do policial civil, quando ele estiver mais estável.

Fonte: G1
Leia Mais ››

70% dos servidores devem trabalhar durante greve da Saúde no RN, determina TJRN

Grevistas tentaram ocupar o prédio da Governadoria, na segunda-feira (13), durante deflagração da greve em Natal (Foto: Divulgação/Aduern)O Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte deverá manter pelo menos 70% dos servidores trabalhando durante a greve da categoria iniciada na última segunda-feira (13), em todo o estado. A decisão do desembargador Amaury Moura Sobrinho, do Tribunal de Justiça do RN, foi tomada neste sábado (18), durante o plantão judicial.
A determinação atendeu parcialmente um pedido do governo, que havia solicitado por meio da Procuradoria Geral do Estado a declaração de ilegalidade do movimento grevista. Apesar de não atender ao pedido de ilegalidade, o desembargador decidiu que o sindicato deve garantir um contingente de 70% dos servidores em todas as unidades de atendimento de saúde, em todas as especialidades.
Em caso de descumprimento, ainda de acordo com a decisão, o sindicato terá que pagar multa de R$ 25 mil por dia. O objetivo, de acordo com o desembargador, é garantir "a continuidade da prestação desse serviço público essencial".
De acordo com o Sindsaúde, 13 mil servidores, além dos médicos que atuam nas unidades estaduais de saúde, entraram em greve na última segunda-feira (13). Manifestações foram realizadas ao longo da semana, em conjunto com outras categorias, em frente à sede do governo estadual, no Centro Administrativo, em Natal.
No entanto, a direção do Sindsaúde informou que a paralisação não atinge os serviços de urgência e emergência nos hospitais potiguares. Ficaram suspensas, por exemplo, marcações de exames ambulatoriais e consultas que não se encaixam em urgência e emergência.
A pauta dos servidores é a regularização do pagamento dos salários, que estão sendo depositados com vários dias de atrasos, há cerca de 20 meses. Somente no início de novembro, por exemplo, o Estado concluiu a folha do mês de setembro deste ano.
"As pessoas estão endividadas. A gente chegou ao limite, a um ultimo ponto. Nós não temos interesse em greve, mas o governo não nos deu outra opção", afirmou Manoel Egídio da Silva Júnior, diretor do sindicato da Saúde, durante a deflagração da greve. Ele também reclamou da priorização do pagamento de algumas categorias em detrimento de outras.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Após ser solto, Jorge Picciani anuncia licença da Alerj para cuidar da defesa

Jorge Picciani foi preso dois dias depois de ter sido recebido por policiais federais no aeroporto do Rio e levado coercitivamente para depôr. (Foto: Rodrigo Menezes/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)O deputado Jorge Picciani (PMDB) anunciou neste domingo (19) que vai se licenciar do cargo de presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) a partir da próxima terça-feira (21). O objetivo, segundo o parlamentar, é "querer se dedicar à sua defesa e à do filho, que permanece preso, e à sobrevivência da empresa de 33 anos da família". O deputado pretende retornar ao cargo somente em fevereiro, após o recesso do Legislativo. Veja abaixo a íntegra do comunicado de Picciani.
A Alerj destacou que Picciani não será remunerado durante a licença parlamentar "por força do art. 56, caput, III, aplicável a Deputado Estadual devido ao art. 27, § 1°, ambos da Constituição Federal". Durante o período de licença, o deputado ficará afastado das suas funções parlamentares. Seus substitutos são, nesta ordem, o 1º vice-presidente, Wagner Montes (PRB); 2º vice-presidente, André Ceciliano (PT); 3º vice-presidente, Jânio Mendes (PDT); 4º vice-presidente, Marcus Vinícius (PTB).
Um dos alvos da Operação Cadeia Velha, Jorge Picciani foi preso na quinta-feira (16) e solto no dia seguinte após a maioria dos deputados fluminenses decidir revogar a prisão decretada pela Justiça Federal contra ele eos deputados Edson Albertassi e Paulo Melo.

Um dos filhos de Jorge Picciani, o empresário Felipe Picciani, também foi preso na operação. Ele é um dos sócios da Agrobilara Comércio e Participações Ltda, que estaria usando a compra de gado para lavar dinheiro de propina.

A Operação Cadeia Velha apura a prática dos crimes de corrupção, associação criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas pela presidência da Alerj e outros cargos na Casa Legislativa.
Além de ter a prisão preventiva decretada pela Justiça, Picciani teve R$ 154,5 milhões de seu patrimônio bloqueados judicialmente. O bloqueio foi determinado pelo desembargador federal Abel Gomes na sexta-feira (17).
O bloqueio cautelar de contas e o arresto de bens se estende a outras de 12 pessoas e 33 empresas investigadas na Operação Cadeia Velha. Os valores dos bens bloqueados de Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi somam R$ 270 milhões.
A ordem de bloqueio envolve ativos financeiros e bens móveis e imóveis, incluindo veículos, embarcações e aeronaves. O desembargador também determinou a prorrogação da prisão temporária (por mais cinco dias) de quatro investigados na Operação Cadeia Velha: Felipe Carneiro Monteiro Picciani, Ana Claudia Jaccoub, Marcia Rocha Schalcher de Almeida e Fabio Cardoso do Nascimento.
Leia a íntegra da nota de Picciani:
O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado Jorge Picciani (PMDB), comunica que vai tirar licença de suas atividades parlamentares a partir desta terça-feira (21/11), e só deverá retornar à Alerj em fevereiro de 2018, após o recesso de janeiro.
A razão imediata é o fato de querer se dedicar à sua defesa e à do filho, que permanece preso, e à sobrevivência da empresa de 33 anos da família. A empresa teve a conta bloqueada pela Justiça - apesar que arcar com gastos fixos como salário de funcionários, impostos, veterinários e alimentação dos animais.
Sobre os movimentos em curso para que ele e os deputados Paulo Melo e Edson Albertassi sejam afastados do cargo, Picciani disse que aguarda a decisão com serenidade e, se for o caso, vai recorrer.
MP tenta anular votação da Alerj

O Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ) recorreu à Justiça para anular a votação realizada na sexta-feira (17) na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) que revogou a prisão dos deputados do PMDB Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi.

O pedido, feito por meio de um mandado de segurança assinado pelo Subprocurador-Geral de Justiça de Assuntos Cíveis e Institucionais, com o apoio do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (GAECC/MPRJ), foi protocolado eletronicamente no sábado (18).

Edson Albertassi, Paulo Melo e Jorge Picciani foram soltos após decisão majoritária de seus colegas parlamentares (Foto: Reprodução / TV Globo)
Edson Albertassi, Paulo Melo e Jorge Picciani foram soltos após decisão majoritária de seus colegas parlamentares (Foto: Reprodução / TV Globo)

Os procuradores alegaram que o presidente em exercício da Alerj durante a sessão, deputado Wagner Montes, e a mesa diretora ignoraram a liminar concedida pela Justiça que determinava a abertura da sessão para todos os cidadãos. As galerias do Palácio Tiradentes foram fechadas ao acesso público.

Para o MP, ao barrar o acesso dos cidadãos, a Alerj desrespeitou “os princípios mais basilares do Estado Democrático de Direito” com o objetivo de “camuflar a sessão pública”.
Ainda de acordo com o MP, “não há qualquer dúvida de que os atos praticados pelo presidente em exercício da Alerjsão arbitrários e ilegais”.
O mandado de segurança impetrado pelo MP requer, também, que uma nova sessão seja realizada pela Alerj para analisar a prisão dos três parlamentares, mas “com total acesso a todo e qualquer cidadão interessado”.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Mãe de menino que desmaiou de fome no DF fala sobre dificuldade de 'ser mãe e pai'

A mãe do menino de 8 anos, que desmaiou de fome em uma escola pública do DF na última semana, falou pela primeira vez sobre o caso, neste sábado (18). Leidiane Amorim tem 29 anos, cuida de 6 filhos, e está desempregada. Um outro filho da ex-catadora mora com a avó, no Ceará.
"Eu sou o pai e a mãe deles. Sou tudo ao mesmo tempo."
Leidiane vivia com a família em um barraco em uma área invadida no Noroeste, região nobre do Plano Piloto, em Brasília. Como estava perto do centro da capital, ela trabalhava como catadora de lixo reciclável. Há um ano foi contemplada com um apartamento do programa Minha Casa MInha Vida no Paranoá Parque e se mudou para o condomínio, a 28 km da área central.
No condomínio, moram cerca de 6 mil famílias, mas não há escola. Por conta disso, os filhos de Leidiane, assim como outras 250 crianças – todas de famílias de baixa renda – estudam no Cruzeiro, que fica a 30 km de distância. Também não há emprego na região, dizem os moradores que receberam as chaves do programa habitacional.
Leidiane recebe R$ 946 de programas assistenciais. Ela explica que não consegue pagar todas as contas e ainda comprar roupas e comida para os seis filhos com idades entre 2 e 13 anos. "São R$ 138 de água e condomínio, R$ 80 da parcela [do apartamento], a energia vem um absurdo, vem R$ 70 ou R$ 80".
A filha mais velha, de 13 anos, diz que é comum que ela e os irmãos vão para a escola com fome.
"A barriga da gente fica doendo de tanta fome . A gente fala pra professora, mas ela não tem como resolver."

Irmãos de menino que desmaiou de fome em escola no DF dizem que muitas vezes não tem comida para o almoço  (Foto: TV Globo/Reprodução)
Irmãos de menino que desmaiou de fome em escola no DF dizem que muitas vezes não tem comida para o almoço (Foto: TV Globo/Reprodução)

Nesta semana, depois da repercussão do desmaio de um dos filhos de Leidiane, a escola e voluntários doaram alimentos para a família. Neste sábado (18), o governador Rodrigo Rollemberg disse que o problema é pontual da família, e não da escola.
Mesmo assim, o GDF diz que vai entregar uma cesta básica e mais um auxílio vulnerabilidade de seis parcelas de R$ 408 para Leidiane. Uma equipe de nutricionistas também foi à escola, e a Secretaria de Educação estuda mudanças no cardápio dos alunos que moram longe do colégio.
Especialista questiona
Para o especialista em educação Afonso Galvão, o caso do menino revela um problema sistêmico. "É uma dívida que é reflexo de nossa situação de desigualdade extrema. Eu acho que essa situação tem que ser resolvida de um modo mais competente. Não é com soluções medíocres, não é com soluções, desculpe a expressão, 'meia boca', que se vai resolver isso", afirma.
"O governo não pode ajudar essas pessoas que estão desassistidas, que estão em situação de extrema pobreza, pela metade."
De acordo com Galvão, o governo não deveria, por exemplo, oferecer uma condição de moradia onde o contemplado tem que pagar uma prestação que muitas vezes não consegue. "Para manter a casa ele vai tirar dinheiro de um aspecto fundamental, que é a própria alimentação das crianças e adolescentes".
Ele também contesta o entendimento do GDF de que a fome não é um problema da escola. Segundo Galvão, "a escola é um epicentro de proteção à criança e ao adolescente, e todas as políticas, as educacionais e sociais também, elas devem ter como centro de desenvolvimento o espaço escolar."
"É na escola que se observa se a criança está com um comportamento estranho, se a criança está mal nutrida, se a criança está com qualquer tipo de problema ."

Para o especialista, políticas sociais devem ser desenvolvidas a partir da escola. "O espaço escolar deve ser um lugar onde as crianças sejam devidamente protegidas e tenham um ambiente acolhedor capaz de fazer com que a sua capacidade cognitiva seja otimizada", explica.
Galvão diz ainda que acredita que o caso do filho de Leidiane seja uma exceção, mas chama o episódio de "uma metáfora da crise do sistema educacional".
"Ao que parece, é uma escola que recolhe as crianças às 11h para uma aula que começa às 13h30. Evidentemente, não há condições de almoçar direito [...] e eles vão ter merenda só mais tarde. Com isso, lógico, ela vai ficar prejudicada em sua capacidade de aprender e prejudicada também em sua própria capacidade de condição humana, de desenvolvimento humano."

Fonte: G1
Leia Mais ››

Garoto de 15 anos é morto com uma facada no peito no interior do AC: ‘tirou a vida de uma criança’, diz pai

Adolescente foi morto com uma facada no peito em Cruzeiro do Sul  (Foto: Arquivo da família )O adolescente Jhonatas Silva de Jesus, de 15 anos, foi morto na tarde deste sábado (18) em frente ao estádio que fica no bairro Cruzeirão em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre.
O jovem foi ferido com uma facada no peito esquerdo, chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu no hospital da cidade.
O pai da vítima, José da Silva, de 47 anos, conta que testemunhas informaram que o garoto havia soltado uma brincadeira com o autor enquanto estava no estádio. Após isso, o menino estava em uma sorveteria quando foi abordado pelo autor do crime com uma faca.
O suspeito está foragido, mas foi identificado por testemunhas e teria 28 anos. O 6º Batalhão da Polícia Militar informou que chegou a fazer rondas no local, mas não encontrou o suspeito.
“Quem viu disse que meu filho estava na cerca, quando o autor chegou já encostando a faca no peito dele perguntando o que meu filho tinha dito. Esse homem já tem várias passagens pela polícia e já chegou a atirar nos outros. Eu agora espero Justiça, porque eu não esperava isso. Tirou a vida de uma criança, que estava na sorveteria no momento do ocorrido”, conta o pai.
O corpo do adolescente está sendo velado no bairro da Cohab e vai ser enterrado ainda neste domingo (19) no cemitério Jardim da Paz. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Avião de pequeno porte cai na represa de Jurumirim; piloto sai ileso

Avião de pequeno porte cai na represa de Jurumirim; piloto sai ileso (Foto: Divulgação)Um avião de pequeno porte caiu na tarde deste sábado (18) na represa de Jurumirim, entre Avaré (SP) e Arandu (SP).
Segundo o Corpo de Bombeiros, apenas o piloto estava na aeronave e ele conseguiu nadar até a margem da represa.
Ele foi resgatado por algumas pessoas que estavam próximo ao local do acidente e passa bem.
Ainda não se sabe o que causou a queda, mas testemunhas disseram que chovia forte no momento do acidente.
Equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros foram acionadas e estiveram no local, que precisou ser preservado.
Afinal, uma equipe da Agência Nacional de Avião Civil (Anac) teve ir até a represa de Jurumirim na tarde deste domingo (19) para a realização da perícia. O caso será investigado.

Após a queda, piloto saiu nadando e passa bem (Foto: Divulgação)

Fonte: G1
Leia Mais ››

Morte de paciente atendido 11 vezes por 5 médicos será investigada pelo Cremesp

Junio Cesar Pinheiro Carrion, de 34 anos, morreu após ser atendido 11 vezes em Guará, SP (Foto: Ronaldo Gomes/EPTV)
O Conselho Regional de Medicina (Cremesp) abriu uma sindicância para apurar o caso de um paciente de 34 anos que morreu após ser atendido 11 vezes por cinco médicos diferentes na Santa Casa de Guará (SP).
Segundo o atestado de óbito, Junio César Pinheiro Carrion, de 34 anos, teve broncopneumonia e edema agudo pulmonar, problemas somente diagnosticados no último atendimento em 3 de novembro, data em que ele morreu.
Além da negligência por parte da equipe médica da Santa Casa do município, a família relatou que o rapaz foi transferido em uma ambulância sem médico e sem UTI para a Santa Casa de Joaquim da Barra, onde chegou a ser atendido.
O caso também está na Polícia Civil. O corpo foi encaminhado para análise no Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) de Ribeirão Preto.
Mãe de Carrion, a empregada doméstica Dalva Carrion pede que os culpados sejam punidos. A morte do filho, segundo ela,
"Todos sabem que ele foi um anjo que Deus colocou no meu caminho. Não existe mais vida na minha vida. Não existe, acabou. Eu morri junto com ele. Eu apenas quero justiça. Se essa Santa Casa não pode socorrer ninguém, então por que tá aberta?", afirma.
A Santa Casa de Guará informou que o hospital registrou um boletim de ocorrência em que um médico alega não ter autorizado a remoção do paciente para São Joaquim da Barra. Confirma ainda que a provedora Angela Paulino Soares apenas falará sobre o assunto ao término de uma sindicância interna aberta pelo hospital.
Investigação no Cremesp
De acordo com o Conselho Regional de Medicina, a sindicância sobre a morte de Carrion pode durar de seis meses a dois anos, entre coleta de documentos e depoimentos para esclarecer o caso.
Caso as denúncias sejam consideradas procedentes, os médicos podem ser albos de um processo ético-profissional, que pode resultar em sanções que vão desde uma advertência confidencial à cassação do exercício profissional.

"Na fase processual, após a notificação do médico acusado, denunciante e denunciado têm asseguradas iguais oportunidades de apresentar provas de acusação e de defesa, inclusive com a opção da presença de advogados", comunicou o órgão.

Prontuários da Santa Casa de Guará, SP (Foto: Ronaldo Gomes/EPTV)
Prontuários da Santa Casa de Guará, SP (Foto: Ronaldo Gomes/EPTV)

Negligência médica
De acordo com a família, Junio Carrion procurou a Santa Casa de Guará por 11 vezes e passou por cinco médicos diferentes desde que começou a passar mal em 20 de setembro até 3 de novembro, quando teve uma parada cardiorrespiratória e morreu em função de uma pneumonia nos dois pulmões, segundo o atestado de óbito.
Na maioria das vezes, segundo a empregada doméstica Dalva Carrion, o filho tomava um soro e era liberado. Ela conta que a situação se repetiu até as penúltimas consultas, entre 30 de outubro e 2 de novembro, e que, em 3 de novembro, novamente levou o filho ao hospital, mas dessa vez o rapaz teve que ser internado.
Dalva afirma que, após deixar temporariamente a unidade para buscar alimentos para o filho, soube de última hora que o paciente seria transferido às pressas. Na correria, ela conta que funcionários da equipe médica chegaram a informar que o caso do paciente era neurológico e que o atendimento gratuito era indisponível na cidade.

Ela afirma que, depois de sugerir que o filho fosse levado para São Joaquim da Barra, o paciente foi colocado em uma ambulância precária, que não tinha médico, UTI nem ventilador.
A empregada doméstica relata que as condições do filho pioraram durante a viagem e que, na chegada ao hospital, teve que pedir socorro por conta própria à Santa Casa, por falta de suporte da equipe de Guará.
"Se os médicos não têm condições de socorrer ninguém, então pelo amor de Deus gente, faz uma transferência, faz um encaminhamento. Se vocês não têm condições de socorrer alguém, faz um encaminhamento enquanto a pessoa tem condições de sobreviver. Não espera a última hora para mandar para algum lugar", lamenta.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Católicos protestam contra ‘arte obscena’ em exposição no DF; mostra não faz referência à religião

Grupo de católicos reunidos no Museu Nacional da República em Brasília em prostesto contra expo~sição de arte (Foto: Luiza Garonce/G1)Um grupo de católicos protestou neste sábado (18) em frente Museu Nacional da República em Brasília contra a “o escárnio e os ultrajes contra Jesus e Maria” na arte contemporânea brasileira. Por volta das 19h30, cerca de 200 pessoas, segundo os organizadores, rezavam "Ave Marias".
Na internet, o movimento criou uma petição para pedir o fechamento da exposição “Contraponto”, que fica em cartaz até dia 25 de fevereiro. O pedido de interdição teve 9.492 assinaturas até a publicação desta reportagem.
Do lado de dentro do museu, no entanto, nenhuma das obras em exibição tem apelo sexual, erótico, religioso ou aborda questões de gênero, segundo a curadoria.

Petição online criada por grupo católico de Brasília pede fechamento de exposição por 'vilipendiar publicamente ato ou objeto religioso' (Foto: CitizenGo/Reprodução)
Petição online criada por grupo católico de Brasília pede fechamento de exposição por 'vilipendiar publicamente ato ou objeto religioso' (Foto: CitizenGo/Reprodução)

Um dos organizadores do protesto, Flávio Souza explicou ao G1 que este foi um “ato de desagravo” contra movimentos artísticos que ofendem a religião católica em todo o país. “Nos últimos dois, três meses temos observado várias obras de arte e exposições que afetam diretamente a fé católica.”
"O público católico esta cansado de ser ofendido."

Flávio Souza foi um dos organizadores do ato de protesto contra exposição de arte em Brasília (Foto: Luiza Garonce/G1)
Flávio Souza foi um dos organizadores do ato de protesto contra exposição de arte em Brasília (Foto: Luiza Garonce/G1)

O argumento do grupo para pedir o fechamento da exposição é de que a “Contraponto” expõe obras do artista Antônio Obá, “que realizou uma performance com a imagem de Nossa Senhora Aparecida com um ralador no seu órgão sexual.”
A performance à qual se referem os religiosos chama-se “Atos de transfiguração”, em que o artista está nu e usa um ralador para desfazer uma pequena escultura de Nossa Senhora em gesso. Depois que o objeto vira pó, Obá despeja substância branca sobre si mesmo.

Fotos da performance 'Atos da transfiguração', do artista brasiliense Antônio Obá (Foto: Antônio Obá/Reprodução)
Fotos da performance 'Atos da transfiguração', do artista brasiliense Antônio Obá (Foto: Antônio Obá/Reprodução)

Nascido e criado em Ceilândia, Obá descreve o próprio trabalho em sua página profissional na internet como a reconfiguração da “tradição interiorana que permeia o universo religioso brasileiro, que reflete criticamente sobre a ideia de um dito sincretismo e situações históricas ligadas ao preconceito étnico.”
“Antônio Obá é o artista que tem como prática recorrente ofender e vilipendiar símbolos sagrados”, disse Souza. “Na série ‘Verônica’, que são quadros de nu, em um deles Santa Verônica está nua e, em outra, a chaga na mão de Jesus tem o formato de uma vagina.”
“Esses quadros não estão expostos, mas são do artista.” Diante da afirmativa, Souza disse ao G1 que o ato, além de pedir o fechamento da exposição, manifesta repúdio ao artista.

Católicos rezam Ave Marias no Museu Nacional da República em Brasília em prostesto contra exposição de arte (Foto: Luiza Garonce/G1)
Católicos rezam Ave Marias no Museu Nacional da República em Brasília em prostesto contra exposição de arte (Foto: Luiza Garonce/G1)

Tanto a performance, quanto a série “Verônica” não fazem parte da exposição “Contraponto”. Segundo a produtora da mostra, Diana Castilho Dias, o objetivo da mostra é apresentar “uma das maiores coleções de arte contemporânea do Brasil”.
A curadora, Tereza de Arruda, disse ao G1 que passou cerca de um ano analisando o acervo pessoal de um dos maiores colecionadores de arte do país, Sérgio Carvalho, que tem 1.900 trabalhos de 164 artistas de todo o país.
“São contraposições das visões de vários artistas”, explicou. “Selecionamos 34 artistas de 10 estados brasileiros e de 3 gerações.”
Desinformação

Exposição 'Contraponto', do colecionador Sérgio Carvalho, no Museu Nacional da República em Brasília (Foto: Luiza Garonce/G1)
Exposição 'Contraponto', do colecionador Sérgio Carvalho, no Museu Nacional da República em Brasília (Foto: Luiza Garonce/G1)

Segundo a produtora da mostra, Diana Castilho Dias, o grupo esteve na abertura da “Contraponto” na manhã da última sexta-feira (17), participou de um bate-papo com os artistas e conversou tanto com ela, quanto com a curadora, Tereza de Arruda. “Nós vimos claramente que eles vieram com motivação e com um desconforto muito grande em relação ao Obá.”
“Mas eles vieram achando que uma obra do Nelson Leirner, que nem está na exposição, era do Obá.”
A obra é “Bala perdida”, criada nos anos 2000, que reúne pequenas esculturas de santos e monumentos, como Santo Antônio e o Cristo Redentor, cravejados com balas reais de revólver. “Não tem nenhum relação com fé, com religiosidade. É uma contestação à violência no Rio de Janeiro, que está tão grande que até Jesus poderia ser alvo de uma bala perdida”, explicou Diana.
Segundo a produtora, antes de inaugurar a “Contraponto”, a série de obras de Leirner foi exibida em uma mostra paralela exclusivamente para especialistas em arte e artistas. “Em momento algum essa mostra esteve prevista para abrir ao público, porque entendemos o momento e suscetibilidade do momento.
“O objetivo era muito claro de mostrar a trajetória artística de Leirner para um público fechado e seleto.”
“Não houve da nossa parte qualquer censura aos artistas. Isso foi pensado dessa forma, mas não havia sequer espaço para colocar todas as obras dos artistas. Não foi censura prévia.”
Contraponto

Obra 'Effugium', de José Rufino, na exposição 'Contraponto', no Museu Nacional da República em Brasília (Foto: José Rufino/Arquivo pessoal)
Obra 'Effugium', de José Rufino, na exposição 'Contraponto', no Museu Nacional da República em Brasília (Foto: José Rufino/Arquivo pessoal)

O nome da mostra faz referência ao equilíbrio que a escolha e distribuição das obras confere à pluralidade de técnicas e de linguagens, colocando em um mesmo ambiente pinturas, fotografias, esculturas, vídeos, instalações, desenhos e performances.
Organizada de forma espaçada, a mostra reserva espaços privados para cada artista a fim de “respeitar a individualidade”. Mesmo assim, a ausência de portas na galeria principal do museu permite construir um paralelo entre as narrativas das obras que ficam próximas.

Fotografia Cobogó faz parte da exposição 'Contraponto'  (Foto: Hildebrando de Castro/Crédito)
Fotografia Cobogó faz parte da exposição 'Contraponto' (Foto: Hildebrando de Castro/Crédito)

“Alguns artistas o Sérgio acompanha há mais de década, então você consegue ver as fases da pintura, como é o caso do Hildebrando de Castro. Ali, você vê como se fossem três artistas diferentes.”
Segundo a curadora da mostra, Tereza de Arruda, houve uma conversa com os artistas no auditório do museu na sexta a fim de dar visibilidade à produção nacional. “Estamos estimulando, incentivando e divulgando a arte contemporânea.”

Fonte: G1
Leia Mais ››